O que levar – ou não levar – na mala de viagem | Viagens com Seth Kugel - iG

Publicidade

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 Dicas | 05:46

O que levar – ou não levar – na mala de viagem

Compartilhe: Twitter
Só ao chegar ao destino, percebemos que faltam algumas coisas na nossa mala

Só ao chegar ao destino, percebemos que faltam algumas coisas na nossa mala

“Já fez as malas?” Não dá para não rir quando ainda faltam 24 horas para uma viagem e um amigo – e mais frequentemente uma amiga – me pergunta isso. Fazer a mala? Nem sei onde deixei a mala depois da última viagem.

- Leia outra dicas de viagens no iG Turismo

A verdade é que não penso muito no que vou levar. Botar roupa, escova de dente, a máquina, um livro. Quem quer levar três dias para decidir qual camisa combina com qual calça ou saia e dobrar tudo perfeitamente, tudo bem. Fazer a mala é um ato pessoal.

Por isso nunca gostei da maioria das matérias que fala desse assunto. Quais malas são as mais legais, por exemplo. Puro marketing. Minha mala preferida é tão velha que tem fita adesiva em várias partes. Nunca pensei em comprar uma amarela com faixas roxas para distingui-la das outras na esteira de bagagem, a minha é toda preta (mas a fita adesiva ajuda, admito). Não tem nenhum jeito especial para dobrar a roupa. Nem me interessa os que dizem que só precisa levar uma pequena mochila com duas camisetas, um par de tênis e óculos de sol. Eu nunca poderia ser essa pessoa.

- No iG Turismo: Como economizar espaço na mala

Ainda assim, acho que tem algumas coisas que todo mundo deve levar consigo, e outras coisas que é melhor deixar em casa. Assim que vou me arriscar com algumas dicas “universais” – para homens e mulheres, para as pessoas que despacham duas malas grandes e as que levam tudo a bordo do avião, e até para vocês malucos que começam a fazer as malas uma semana antes da viagem.

(E se esqueci alguma coisa, ou você não concorda com minhas dicas, deixe um comentário.)

Levar: Uma mini-despensa pessoal. Ou seja, uma garrafinha de pimenta ou de adoçante ou de azeite de oliva ou saquinhos do seu chá favorito. Ou qualquer coisa pequena que você sempre usa mas que pode faltar nos restaurantes de outro país ou de outra região. Aprendi essa lição quando peguei um barco de Manaus para Porto Velho, e a comida a bordo era tão monótona que quase perdi a fome. Mas outro passageiro tinha levado uma garrafa de pimenta malagueta caseira e me deixou usar. Um milagre! Os brasileiros que usam adoçante ficam surpresos que nos Estados Unidos, por exemplo, não há adoçante líquido, só em pó. Por que não? Sei lá. Cultura inferior, talvez. (Na minha casa em Nova York há sempre ZeroCal para os que me visitam do Brasil, mas nem todos são tão preparados quanto eu.)

Não precisa levar várias lingeries para a viagem

Não precisa levar várias lingeries para a viagem

Deixar: A oitava cueca ou calcinha. Ou pelo menos a décima. Conheço pessoas que viajam 15 dias e levam 20 cuecas. Será que acham que não há água para lavar em outros países? Pode lavar você mesmo se não encontrar uma máquina ou se o hotel não oferecer o serviço de lavanderia. Ou no pior dos casos, participe de uma ótima experiência intercultural – compre cuecas ou calcinhas no país que está visitando. Às vezes o estilo ou corte ou cores são tão diferentes que isso rende uma ótima história para contar.

Levar: Cinco minutos. Ou seja, cinco minutos para parar e pensar sobre o que você esqueceu antes de correr para o aeroporto, sobretudo os cabos e carregadores de todas suas maquininhas modernas que já estão na mala. O carregador do celular é óbvio, mas muitas pessoas esquecem. O carregador das baterias da máquina? Uma vez esqueci, junto com a bateria extra, porque deixei carregando na noite antes da viagem quando fiz a mala e me esqueci de pegar na saída para o aeroporto. Perdi um dia inteiro – de só quatro dias na Espanha – procurando outro carregador. Os fones de ouvido para o celular se você for alugar um carro. E falando de alugar carros, alguns CDs com suas músicas favoritas, porque seu iPod chique não vai adiantar em nada com os sistemas de som dos carros de aluguel, e os programas de rádio local podem ser chatos. Na Alemanha, por exemplo, há uma grande possibilidade de os programas serem em alemão.

Deixar: O notebook. Eu levo sempre, porque as viagens são meu trabalho. Você não deve levar nunca, porque viagem para você nunca deve ser trabalho. Ah, você fica em estado de pânico se não checar seu email? Faça isso no smartphone com o wifi do hotel, ou entre num cybercafé uma vez por dia. Ou melhor, uma vez por semana. Ou melhor, nunca. Outra vantagem de não levar o notebook: não pode ser roubado nem perdido nem cair num lago habitado por hipopótamos-assassinos

Que tal deixar o laptop em casa e aproveitar melhor a viagem?

Que tal deixar o laptop em casa e aproveitar melhor a viagem?

Levar: Presentinhos para crianças. E não só para as crianças de países pobres.  Vocês são do país quase mais chique do mundo no momento, assim que qualquer coisa com as cores ou a bandeira do Brasil é perfeita, tipo canetas ou esses Tic-Tac nacionalistas em verde-amarelo.  Doces que não existem em outros lugares funcionam bem (Paçoquinha, Sonho de Valsa, brigadeiros). Ah, e adesivos. Qual criança não adora de adesivos? Em caso de emergência bote na testa deles (ou na sua), sempre rende um sorriso.

Deixar: Grandes quantidades de artigos de higiene pessoal. Tipo um garrafão de Listerine ou um tubão de pasta de dentes. Pegue esses tamanhos pequenos feitos para viagens. Tem medo de algo acabar? Peraí, você conhece algum lugar onde não se venda pasta de dentes? Talvez Antártica. Se for para Antártica, pode levar todo o Colgate que você que quiser.

Levar: Algum jogo social para fazer amigos. O mais básico seria um baralho de cartas, mas pode ser uma pequena bola de futebol também. Eu tenho um amigo norte-americano que às vezes viaja comigo e sempre leva uma mini-bola de futebol americano. É um sucesso total em rodoviárias à espera do ônibus, por exemplo.

Deixar: Jogos eletrônicos, óbvio. E se precisar para acalmar os filhos no avião ou carro, esconda logo depois de chegar.

Levar: Fotocópias dos guias. Comprou seu Lonely Planet ou seu Publifolha ou Quatro Rodas? Bom, agora deixe em casa. Leve só cópias. Primeiro, se for um guia da Europa inteira e você só vai para três países, pesa menos. Mas ainda melhor, você pode jogar fora as páginas depois de visitar um lugar e assim sua bagagem fica mais leve.

Deixar: Cópias dos seus documentos importantes. Sério. É, todo o mundo fala que tem que levar cópias do seu passaporte e cartões de crédito e deixar tudo isso separado dos originais. Nossa, que sistema antiquado! E se roubarem todas as malas? A solução é uma mala virtual. Escaneie seus documentos ou tire uma boa foto de cada um, bote tudo em um email e mande para você mesmo. Assim fica no seu correio eletrônico e se você perder alguma coisa é só entrar na internet e pegar.

Não esqueça de levar seus remédios habituais na viagem

Não esqueça de levar seus remédios habituais na viagem

Levar: Fotos da sua família. Não para casos de saudades urgentes, embora isso funcione também. É para mostrar para pessoas que você conhece no caminho, sobretudo de outras culturas ou que não falam sua língua. Família é algo universal, que todos nós temos em comum. Pode ser fotos no celular? Pode. Mas melhor como marcador de páginas do seu livro. Quer conversar com a pessoa ao seu lado no trem? Deixar cair a foto “sem querer” para que o cara veja e pergunte quem é. Melhor ainda se for do seu cachorro.

Levar: Remédios. Os que não viajaram para fora do Brasil podem levar uma surpresa nos Estados Unidos, Europa e outras partes do mundo onde alguns remédios fáceis de conseguir aqui na farmácia precisam de receita. Só para dar um exemplo: a pílula anticoncepcional.

Levar: Um bloco pequeno que caiba no seu bolso. Para escrever seus pensamentos, claro. Mas também para escrever os emails das pessoas que você conhece, ou fazer listas de coisas que não quer esquecer. Um amigo que foi para Morro de São Paulo ficou maravilhado com os nomes criativos das pessoas que carregam as malas do porto. (Os nomes, segundo meu amigo, são escritos das camisetas deles.) Escreveu num bloco, e por isso conseguiu me mandar a lista vários anos depois. Inclui: Florisvaldo, Marinaldo, Renildo, Wanderson, Elielson, e mais. Que lembrança bacana.

Autor: Seth Kugel Tags: , , ,

32 comentários | Comentar

  1. 32 Jurandi Libero da Silva 08/02/2012 7:43

    Seth

    Parabens pela matéria. Está simplesmente

    divina…

    Jurandi Libero

    Campo Grande – Mato Grosso do Sul

    Responder
  2. 31 elizabeth Guimarães 08/02/2012 7:48

    Bom dia . Tenho verdadeiro pavor de fazer malas para viajar. Acho que nunca fiz com antecedência. Faço praticamente quase na hora e fico sempre com a impressão que vou esquecer de colocar algo importante, só que agora penso e não fico estressada: Se eu esquecer compro no local. Pronto. A maioria das vezes acabo levando coisas demais. É uma verdadeira tortura ficar com malas cheias e pesadas e no final acabo comprando mais uma na volta. Acho que precisaria de Personal na hora de fazer minhas malas.

    Responder
  3. 30 Alda Oliveira 08/02/2012 8:57

    Essa do remedio, pra mim é a pior ! Se esquecer..danou-se ! Ainda mais no caso de viagem ao exterior!
    Tomarei para mim essas dicas, sao muito boas !
    Obrigada!

    Responder
  4. 29 Conceição 08/02/2012 9:01

    Não gostei da matéria, poderia ser melhor! Falta muita coisa ainda…

    Responder
  5. 28 Marcio Adalberto Sicolin 08/02/2012 9:03

    Acho que você esqueceu-se de levar o nome e o endereço do seu analista, oras, bolas!

    Responder
  6. 27 JOSE LUIZ 08/02/2012 9:18

    Me diverti bastante com os comentários, sobretudo pelo tom bem humorado das dicas. Você fez de um assunto chato, uma leitura divertida e que me ajudará a arrumar minhas malas na próxima viagem.

    Responder
  7. 26 carlos do Brasil 08/02/2012 9:25

    Viagem de débio mental essa.Se eu vou sair de casa para me complicar ou passar trabalho.È muita chatisse viajar e ter que ser como eles querem..Prefiro ficar no meu Pais, onde se alimenta melhor comido do Mundo, aqui se come melhor,é mais barato..Não vou a Europa passar fome.Ver pedras,Deixar de tomar banho.Haaa., aqui no meu BRASIL sim..tudo livre.Nada de economia de agua,comida..etc.FICO AQUI;

    Responder
  8. 25 Sandra Topan 08/02/2012 10:05

    Gostei! Eu costumo levar tudo que não preciso e que acaba ficando no fundo da mala. Vou praticar o desapego e ser mais prática na próxima viagem. :)

    Responder
  9. 24 Carla 08/02/2012 10:11

    Adorei as dicas, muito úteis.
    Obrigada!

    Responder
  10. 23 Sissa Rodrigues 08/02/2012 10:24

    Achei excelente essa matéria sobre o que levar em viagens. Olha que sou escolada em fazer mala, mas, claro que sempre levo excessos, portanto, já inclui a matéria nos meus favoritos e, ainda, de quebra, dei boas risadas com as grandes sacadas bem humaradas de Seth Kugel. Parabéns!!!

    Responder
  11. 22 benam 08/02/2012 10:32

    muito boa ,sucinta e oportuna a materia,utilizarei as ideias nas minhas proximas viagens.

    Responder
  12. 21 Rosane Penteado 08/02/2012 10:44

    Seth,
    Gostei muito, concordo com tudo que voce falou e achei otima a ideia de mandar a copia dos documentos para email, eu usava um pen drive, que também pode ser roubado.
    É dificil essa matéria, mala é uma coisa muito pessoal. Não adianta falar para levar pouca roupa , em países frios quase não se suja e no calor lava-se camisetas no proprio chuveiro.
    Abs

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:32

      Verdade! Boa dica. Obrigado pelo comentário. -Seth

  13. 20 Silvania Silvestre 08/02/2012 11:13

    Adorei suas dicas, mas ainda tenho muitas dúvida quanto ao que levar. Vou para a Europa em Julho, um passeio de 15 dias. Soube que as coisas por lá são muito caras, por isso não pretendo comprar roupas e sim gastar meu dinheirinho em passeios e restaurantes. Dessa forma acho que vou exagerar na mala, porque acho que vou precisar de tudo, principalmente o que levar de calçados.

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:31

      Olá Silvania, obrigado pelo comentário. É verdade que Europa pode ser cara, mas depende muito do país. Suécia com certeza, Itália ou Grécia nem tanto — sobre tudo comparado com Brasil, um dos países mais caros do mundo agora (e sobre tudo em Brasília, Rio e São Paulo). O importante é lembrar que pode sempre comprar coisas em caso de emergência. Por exemplo se não levar nada formal e for invitado pela Rainha de Inglaterra para jantar do Buckingham Palace, dá para comprar um vestido. (OK, duvido que isso aconteça, mas você me entende, né?

  14. 19 Fatima 08/02/2012 12:18

    Nada contra sobre a reporte que deu as dicas de viagem, mas vamos lá…só escreveu coisas obvias, remédios???Todo mundo sabe que cada um tem que levar sempre, principalmente aqueles de uso continuo….

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:27

      Olá Fátima. Bom quando falei com brasileiros que viajam fora dos Estados Unidos, muitos me falaram que ficaram muito surpresos que não dava para comprar alguns remédios sem receita. Por isso achei uma boa dica. O interessante é que dou a dica CONTRÁRIA aos americanos — digo que não precisam levar remédios, podem comprar em qualquer país. Mas obrigado pelo comentário de toda forma! Seth

  15. 18 Rogerio 08/02/2012 12:30

    Vc poderia prestar um serviço muito melhor se suas dicas fossem para viagens domésticas, até parece que o brasileiro só viaja para o exterior. Ou então vc quis se mostrar que é uma pessoa que viaja pelo mundo. Seja brasileiro e se quer mesmo ajudar, dê suas dicas para aqueles que fazem viagens domésticas, com certeza essas dicas serão bem mais úteis.

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:40

      Bom, é um comentário razoável. O problema é que eu so talvez a pessoa errada para dar essas dicas, sendo norte-americano. Mas vou tentar pensar mais nas viagens domésticas mesmo. Obrigado…Seth

  16. 17 CLÁUDIA RIBE3IRO 08/02/2012 12:36

    VOU VIAJAR COM A FAMÍLIA CRIANÇAS E IDOSOS,NÃO VI NENHUMA NOVIDADE NESTA MATÉRIA . E MELHOR MUITO FRACAII

    Responder
  17. 16 Fátima Dantas 08/02/2012 13:16

    Dicas de viagem, sabe que adorei a idéia, são detalhes que nunca tinha pensado quando viajo. Cá pra nós eu sou fã numero um de só arrumar a mala quase meia hora antes de viajar… pense na correria, mesmo assim ainda da tempo de desarrumar dez vezes pra ver se falta alguma coisa, coisas de mulher kkkkkrsrsrsrs.

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:43

      Nossa! Fico impressionado com uma mulher que faz a mala em meia hora! Parabéns! Para mim é coisa de pelo menos 60-90 minutos! Abraço, Seth

  18. 15 Maria 08/02/2012 13:35

    Oi, Seth, sou fiel à sua coluna, viu?
    Farei minha primeira viagem internacional em abril (Portugal e Espanha) e estou justamente pensando na mala! rs
    Sei que cometerei erros de, literalmente, primeira viagem, mas vou tentar que sejam poucos.
    Alguma dica a mais?
    Beijos

    Responder
  19. 14 maria 08/02/2012 13:36

    Gostei das sugestões, só não só a favor de deixar o note-book, é bom ter cada um o seu, ´pois não é tão fácil assim conseguir se conectar, fora do país, mesmo com o propio, imagina sem.
    Quanto ao resto tá legal.

    Responder
  20. 13 ivete 08/02/2012 13:51

    As dicas foram muito boas. Mas eu acrescentaria: – 1 pequenini freasco com alcool gel, sempre útil. E levar cuecas/calcinhas já velhinhas, entre outras, para ir rasgando e deixando no caminho.
    Valeu!

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:38

      Excelente a dica cuecas/calcinhas. Pode servir para camisetas também! Obrigado pelo comentário. Seth

  21. 12 Joana 08/02/2012 13:58

    até que enfim temos uma lista legal para malas …

    Responder
  22. 11 Tatiana Lopes 08/02/2012 14:23

    Adorei as dicas, como vou viajar no carnaval já vou usá-las para fazer minhas malas e não ficar levando peso desnecessário! ;)

    Responder
  23. 10 Michel S. 08/02/2012 15:22

    Minha dicas:
    - para levar menos roupas: leve roupas de secagem rápida com tecidos como tactel, dry-fit etc esses tecidos também não precisam ser passados.
    - leve um pacote de lenços de papel: quando se lembrar deles muito provavelmente não há mais tempo para comprá-los :)
    - outro cartão de crédito reserva de um emissor/bandeira diferente do principal, muitas vezes simplesmente não passam nas máquinas do país visitado.

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:37

      Muito boas as dicas…todas as três. Concordo plenamente.

  24. 9 Laura 08/02/2012 20:40

    Set, eu gosto muito de sua coluna. Se aqui fosse o facebook, eu “curtiria” todos os seus artigos. Bem, comentando sobre esse artigo de arrumar malas, acho que vou aproveitar todas as suas dicas. Agora mesmo, viajei recentemente para Santiago doChile, para visitar a minha irmã, que deu à luz Vinicius, em 27/12/2011. É o meu sobrinho mais novo, irmão de Antonia, que tem 3 anos. Pois bem, u viajei para ficar na casa de minha irmã e, mesmo assim, achei que devia levar o meu notebook. Não só isso: eu convenci minha filha mais velha, Catarina, a levar o dela também! Vc acredita? Sabe o que aconteceu: nada. Isso mesmo, nada, pois os notebooks não se conectaram à internet lá em Santiago. Meu cunhado tentou de tudo, mas não conseguiu. O prédio que eles moram tem wi-fi em todos os apartamentos, mas os nossos laptops não aderiram à internet. Que frustração. Eles só serviram mesmo para nós baixarmos as fotos que fazíamos durante o dia. O tempo todo nós usamos o computador de meu cunhado ou então o de minha irmã. Isso mesmo, eles tinham computador em casa e, mesmo assim, eu carreguei esses dois “cadáveres” durante todo o trajeto, correndo o risco de perder, de ser roubado, de cair da janela do apto., etc. Ah, se eu tivesse lido a sua coluna antes de viajar.
    Obrigada, mais uma vez.
    Laura

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:37

      Nossa, Laura, muito chato mesmo levar os notebooks e não poder usar. Isso acontece muito! Pior, acontece sempre no momento que eu preciso escrever uma matéria e mandá-la pros editores. Ao final, sempre vou pro cybercafé. Obrigado pelo comentário. Abs, Seth

  25. 8 jfigueiredon@hotmail.com 08/02/2012 23:39

    doc. para viagens, sempre

    Responder
  26. 7 jfigueiredon@hotmail.com 08/02/2012 23:41

    doc. na mala de mao e nos meus documentos

    Responder
  27. 6 WILLIAM MOREIRA 09/02/2012 9:59

    Poxa 7, coluna desta semana bem fraquinha e nada construtiva

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:35

      Ah, William, fazer o que, né, nem todo o mundo gosta de todas as colunas. Vamos esperar que você goste mais da próxima. Obrigado por ser leitor de todo jeito, tá? Seth

  28. 5 Henrique 09/02/2012 12:43

    Boa tarde Seth, meu sonho é conhecer NY, a realização desse sonho é um pouco distante pra mim, mas fico sempre “viajando” com suas dicas…espero um dia poder aproveitá-las.
    Até mais…

    Responder
    • Seth Kugel 09/02/2012 15:34

      Olá Henrique! Bom, cada dia mais brasileiros conseguem viajar para lá, vamos esperar que um dia será seu torno!

  29. 4 Elena 10/02/2012 15:14

    Quase tive um ataque uma vez em Miami quando esqueci o anticoncepcional, tinha 17 anos…Eles não vendiam de forma alguma, eu tentava explicar, explicar…Não poderia explicar para meus pais pq precisava ir no médico…Estava com meu namorado junto e chegamos a procurar na internet nomes e mais nomes de pilulas…

    Até que uma amiga ligou que estava indo pra Miami no dia seguinte eu pedi para ela comprar minha pilula…Para ela tb foi dificil, pois ela tinha a mesma idade e precisou sair de casa as 23h para ir na farmacia e comprar anticoncepcional sem seus pais perceberem…

    Foi um sufoco, com a minha idade, hoje dou risada. Ja faz tempo que isto aconteceu e claro que a imaturidade da epoca me fez ficar desesperada, mesmo pq sempre usei preservativo e junto com o preservativo tb uso anticoncepcional (não queria filhos, por isto tanta preocupação), mas quando somos jovens demais ficamos tensos demais…

    Responder
  30. 3 Priscila 14/02/2012 13:38

    Olá, Seth!!!

    Já li seu blog inteiro, gosto demais de suas dicas que fogem do óbvio… Sou brasileira, mas meu marido é egípcio… Sempre damos um jeito de visitarmos a família dele, ao menos uma vez por ano… E não consigo ser rápida na hora de arrumar as malas… começo uns dias antes, pra não correr o risco de esquecer nada… O que não pode faltar pra levar para a família egípcia é chocolate (barras grandes e bombons nacionais) e guaraná (minha sogra ama)… Havaianas tb fazem sucesso… Concordo plenamente com a questão do notebook, é um peso desnecessário e não viajamos pra ficar em frente ao computador, né? Mas um tablet ou celular com acesso à internet é bastante útil, pois em viagens longas às vezes é preciso pagar uma ou outra conta…
    Tb acho besteira levar shampoo, condicionador, essas coisas… sempre é legal entrar numa farmácia lá fora e ver o que tem de interessante e diferente.
    Na próxima viagem faremos uma parada em Paris antes de chegarmos ao Egito… vc tem alguma dica sobre a cidade???
    Obrigada e parabéns pelo excelente trabalho, além do ótimo português (melhor que o de muitos brasileiros, diga-se de passagem)!

    Responder
  31. 2 Nelma 23/02/2012 20:31

    Como viajo bastante, tenho já separado o “kit viagem” com adaptador de tomada, carregador de baterias, uma faca pequena , balança de mala,coisas para uso no avião ( mascara, almofada de pescoço de inflar). Na hora, é só pegar o ziploc com tudo dentro e pronto.
    Adorei a dica do email, vou por em pratica imediatamente!

    Responder
  32. 1 Patrícia 31/05/2012 9:15

    Eu amo viajar, é o que tira da cama todo dia. Normalmente demoro um pouco mais para montar a mala – 1dia. Adorei a ideia da foto familia. Dica leve sempre bom humor e a certeza que você vai se perder pelo menos milhares de vezes – o que é ótimo – conhecerá lugares inusitados! E os locais tem as melhores dica de onde comer.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios