Subindo na vida sem loteria: três casos do Brasil real | Balaio do Kotscho
iG

Publicidade

Publicidade
07/01/2010 - 10:28

Subindo na vida sem loteria: três casos do Brasil real

Compartilhe: Twitter

A manicure carioca estava vivendo sua primeira aventura num cruzeiro. No meio da viagem de navio para o nordeste, cruzou com uma cliente do salão onde trabalha, que ficou surpresa ao encontrá-la:

_ Nossa! O que você está fazendo aqui? Ganhou a viagem numa promoção?

_ Não, por que? Você por acaso ganhou a passagem numa promoção? Eu estou pagando a minha…

Na volta ao salão, dias antes do Natal, a manicure reproduziu a cena e o diálogo às suas colegas e freguesas. Entre elas, estava a minha amiga Cecília Maia, jornalista de Brasília, que está passando férias com a família aqui em Toque-Toque Pequeno, e me contou esta história, um dos três casos do Brasil real que recolhi estes dias na praia.

No post anterior, ficamos sabendo da virada na vida do seu Adolfo, o humilde jardineiro de Santa Rita do Passa Quatro, que de um dia para outro ficou milionário ao ganhar R$ 72 milhões na Mega Sena. O que aconteceu com ele, que logo viu o sonho virar pesadelo, foi belíssimamente contado na quarta-feira em reportagem de outro amigo, Ricardo Galhardo, aqui mesmo no  iG.

Para milhões de brasileiros como a manicure carioca, no entanto, não foi preciso ganhar na loteria para subir na vida e fazer coisas que nunca havia feito antes, como esta viagem de navio. Os passageiros desta chamada nova classe média entram em 2010 com novos sonhos e planos de vida.

É o caso do piscineiro José Cícero de Gois Lima, 37 anos, pernambucano de Caruaru, que há vinte anos veio trabalhar nos condomínios de Toque-Toque Pequeno. Na segunda-feira, eu estava aqui na varanda da minha casa, escrevendo o primeiro texto do ano novo no meu velho notebook, quando ele veio timidamente me perguntar:

_ O senhor tem youtube aí?

Confesso que fiquei um pouco intrigado e quis saber qual o motivo da pergunta dele. A resposta me deixou mais surpreso ainda:

_ É que eu fiz uma música que está no youtube e queria mostrar para o senhor…

Digitei o nome da música “Só Deus que faz chover” e, de fato, lá estava um vídeo com o nome dele cantando uma das suas composições:

Foi Deus

Que criou o céu

E o por do sol

Do entardecer

Foi Deus que criou a noite

E o lindo sol do amanhecer.

Deus fez as nuvens e o mar

Rio de água doce

Pra beber

A natureza que Deus deixou

Se não cuidar pouco a pouco

Vai morrer.

O homem polui os rios

E o ar puro

Que Deus deixou

A ambição do homem

Foi tão longe

Até o clima do tempo

Já mudou.

Só Deus que faz chover

Só Deus que faz parar

Só Deus que pode

Mudar o rumo do vento

Pra onde quer que vá.

Mais espantado fiquei ainda não só com a beleza da música, num ritmo que lembra o sertanejo, mas principalmente com a atualidade dos seus versos nestes dias de verão em que parece que a terra está derretendo.

Para 2010, Zé Cícero, como é conhecido, tem dois planos: gravar um CD com suas músicas e terminar o segundo grau para poder se inscrever no Prouni e fazer uma faculdade. Quer ir mais longe que seu pai, que era barbeiro em Caruaru, mas sempre sonhou, apenas sonhou em estudar arquitetura.

O ex-pescador Jorge de Matos, 50 anos, nascido aqui mesmo no Toque-Toque Pequeno, de onde nunca saiu, filho e neto de pescadores, já entra em 2010 com seu sonho realizado. Em setembro, ele finalmente inaugurou seu restaurante, o “Toque Caiçara”, num puxadinho da casa onde mora, um projeto que ele acalentou durante os últimos 14 anos, desde que o conheci, quando abriu um quiosque na praia.

Enquanto construí minha casa, no final dos anos 1990, aluguei um quarto na casa dele para acompanhar as obras, e ficamos amigos. Toda vez que o encontrava, Jorge falava da idéia de abrir um restaurante  com comida caiçara para atender à crescente clientela de turistas que alugavam as casas dos pescadores, hoje a principal fonte de renda da maioria deles.

Ver a alegria deste brasileiro mostrando as instalações do seu restaurante modesto, mas bonito e aconchegante na sua singeleza, já valeu a viagem. Ao lado da sua companheira, a jornalista Nely Noemy, 45 anos, competente editora dos telejonais do SBT e da Record por mais de vinte anos, ele mesmo cuida de tudo.

Entre outros acepipes praianos, o cardápio oferece mariscos colhidos ali mesmo nas pedras da praia e uma bela garoupa azul marinho cozida com banana verde. Na varanda do restaurante, um frondoso pé de bacupari, uma fruta típica de verão, oferece sombra e a matéria prima para  uma batida que só tem lá, feita com saquê.

Felizes e orgulhosos com sua obra, Jorge e Nely sentam-se à mesa com seus fregueses, depois de servir os comes e bebes, lembrando antigas histórias de pescadores dos tempos em que aqui só viviam duas famílias, os Matos e os Oliveira, antes da chegada de Yoshiro Takaoka, o grande empreendedor imibiliário que plantou condomínios pelo país afora, e achava este lugar o mais bonito do mundo.

 

    

 

   

 

Autor: Ricardo Kotscho - Categoria(s): Blog Tags:

Ver todas as notas

192 comentários para “Subindo na vida sem loteria: três casos do Brasil real”

  1. salete cesconeto de arruda disse:

    Jean
    Tem certeza de que foi ela que disse?
    E se foi tem certeza de que não estava doente?
    Tem mais:
    Sabias que a profissão de jornalista é regida por um código de ÉTICA?!
    CONHECES O CÓDIGO DE ÉTICA DOS JORNALISTAS?!
    Sócrates disse que o primeiro passo para emitir uma opinião é admitir o que NÃO SE CONHECE SOBRE DETERMINADO ASSUNTO. Depois estudar tudo o que for possível sobre ele. E só então OPINAR – NÃO ESQUECENDO TAMBÉM DOS VALORES HUMANOS!
    Comentar – fundamentado apenas no que ouviu dizer, já sabendo que a IMPRENSA ESTÁ CHEIA DE BÓRIS E DE MENTIRAS é ser cúmplice desse comportamento. É como ATIRAR PENAS AO VENTO. Nunca mais se conserta o estrago. Salvo na justiça!
    Esse jornalista merece ser processado.
    O BRASIL NÃO É TERRA SEM LEIS.
    E a IMPRENSA NÃO É LIVRE PARA COMETER CRIMES!!!
    Ou usar o nome dos outros não é crime?!
    Em tempo: não estou defendendo Dilma.
    Estou lutando por uma IMPRENSA ÉTICA – DIGNA – PARA TODOS!
    PARA QUE NÃO SEJAMOS – RICOS E POBRES – AS PRÓXIMAS VÍTIMAS!!!
    Viu?
    Minha IRA é SANTA!

  2. Antonio disse:

    Dilma 2010, voce apenas consegue ver uma verdade. Obviamente, isto vem sendo possivel por causa do governo anterior que acertou a casa, e implantou o Plano Real, que Lula e PT tanto combateram, e agora se beneficiam. Tenha a humildade de reconhecer que o Brasil vem dando certo por um conjunto de fatores e nao apenas por causa de Lula milagreiro. E Joao Paulo, que critica o preconceito, da uma demonstracao de preconceito ao criticar paulistanos e italianos, chamando-os de decadentes. Ridiculo!

  3. Walter Ice disse:

    O único fator que promove o desenvolvimento da humanidade é a subversão sistemática da ética.

  4. gil disse:

    para salete cesconeto de arruda,

    não, não é mentira. Está no programa de direitos humanos que eles criaram. Está disponível para ser lido. É um vergonha você defender esse decreto. Você é do MST?

    • salete cesconeto de arruda disse:

      gil
      Do que estás a falar?
      Se é sobre a ANISTIA saiba que o programa vem do governo FHC. Mas talvez medianos medíocres não estejam preparados para rever a história.
      Se for sobre a ÉTICA no jornalismo – dá uma olhada no código.
      Sobre ser ou não do MST – o que importa isso para você?
      Infelizmente no meu tempo não tinha MST.
      Se tivesse este país não teria conhecido o HORROR da DITADURA!!!

  5. leomir alves da silva disse:

    nossa… já ví peleguismo ao lula, mas isto é o cumulo do absurdo, um pouco mais e vai afirmar que até os cruzeiros maritimos foram criados no governo Lula, que o Lula criou os restaurantes, enfim… ELLE descobriu o Brasil… tenha santa paciencia…

  6. Mais uma vez o Sr. Kotcho vem com uma apologia aos pobres ascendidos à “classe média” no governo Lula.
    Com aquele jeitinho simpático, despetencioso, mostrando a candura e pureza das classes inferiores que finalmente conseguiram “subir na vida”.
    Disfarçado em cronica, o artigo todo (como outtros anteriores a este) é campanha política para Lula e sua candidata. Interessante que na mesma página inicial do iG, há uma notícia sobre um arrastão na Dutra.
    Alguém lembra de algum artigo do Sr. Kotcho sobre diminuição de índices de violência no Brasil devido ações concretas deste governo!? Valorização do Judiciário?, que poderia sim com processos, julgamentos e punição eficiente reduzir e inibir a criminalidade que já virou coisa corriqueira. Nunca, ao contrário o Executivo sempre que pode faz escárnio das pequenas melhorias do sistema penal do Brasil. Posso parecer chato, mas duvido que algum dos comentaristas que me predescederam têm (ou infelizmente tiveram…) algum parente ou pessoa apróxima que não tenha sofrido assalto, roubo ou alguma ação violenta.
    É muito ‘bacaninha’ falar da manicuri que foi para o Nordeste de cruzeiro, mas será que ela não mora numa favela do Rio que é dominada por uma facção ou milícia? Indo um pouquinho além, será que ela tem rede de esgoto servindo sua residência? Ou imaginando que ela morasse em S Paulo, será que após duas semanas da última enchente ela ainda teria 30 cm de água em todas as ruas de seu bairro?
    É muito fácil escrever lôas sobre os novos ascendentes, sobre a facilidade que t~erm em conquistas materiais ilusórias.
    Melhora de condições de infraestrutura em ruas, estradas, etc que não saem do papel, como o maravilhoso PAC que não tem nem 20% do prometido construído. Isso o Sr. kotcho esquece de escrever….

  7. carlos Antonio disse:

    Para os malas,defensores do PSDB e DEMO!
    Venham,lecionar no estado de São Paulo,em Escola Pública estadual,venham para a periferia,vocês da “velha classe média”,graças a Deus, estão em decadência.
    Viva,Lula,Evo e Hugo,Danem-se o PSDB e DEMO…..
    Cidadão brasileiro!

    • Tony José disse:

      Acorda Carlos Antonio,voce vai vencer,mesmo sendo Professor,acorda,amigo.
      Nada é o que lhe parece,as vezes é bem pior e você,não vê.

  8. Roberto Corrêa disse:

    Não vou comentar o texto do Cotscho, por que não entendi bem matéria, mais vou falar de uma outra situação que está rolando por ai nas tv internet etc e tal, recentemente o jornalista Borys Casoy que apresenta um jornal da rede band de tv, sobre uma suposta declaração injuriosa com a classe de garis, a minha opinião é que desconfio que estão querendo tirar proveito de uma situação isolada, os garis são pessoas de grande dignidade, uma profissão nobre e indispensável para a sociedade, entendo que tem gente querendo aparecer neste epsódio, tantas outras pessoas deram declaraçãos equivocadas e não causaram tanto alarde, na minha opinião nós os brasileiros esclarecidos deviamos prestar mais atenção na esbornia financeira de roubos e desmandos que vem de brasilia, os escândalos que v ieram atona em 2009 nenhum deles resultou em punição para seus protagonistas, políticos descarados e imoraes se apropriando vergonhosamente de nossos impostos como foi o caso ARRUDA que pelo que parce vai ficar impune vai virar pizza, e ainda temos que aguentar o safado vir a televisão nos gosar asintosamente se fazendo de vítima dizendo debaochadamente que nos perdoa por o termos difamado
    o escândalo dos atos secretos deu em nada, Sarney continua no cargo, 0 das passagem aéras idem, e recentemente a aprovação de verbas milionárias para camâra e senedo, sem contar com a compra de um avião para dar mais mordomias as vagabundos dos politicos, sou aposentado e estou indignado com a esmola de aumento qure tive depois de ralar durante mais de 35 anos
    acho que o povo devia dar mais atenção para estes escândalos estas imoralidades e não ficar se preocupando com Borys Casoy, eles os políticos atuais estão em final de mandato e estão roubando tudo que pode, para garantir suas vidas nababescas com o dinheiro de nossos impostos, enquanto isso não temos serviços socais decentes no pais, pobreza miséria, gente perdendo suas casas nestas tragédias das chuvas dos últimos dias no pais, de quem é a culpa? deve ser do povo. deixem o Borys em paz, vamos cobrar destes políticos mais respeito com o povo, e tenho dito.

  9. vic disse:

    Prezado Sr.Kotscho

    Entendi o que o Sr.escreveu, e estou de acordo.
    Está mesmo acontecendo, as pérolas aparecem aos poucos.
    Pessoas simples, brasileiros, podem começar a sonhar com futuro melhor, sonhar ser artistas.

    Mas vamos esquecer as ilusões….
    Esta característica é do BRASIL, País super cheio de oportunidades que aos poucos aparecem,
    independentemente de políticos e partidos de merda que a gente tem o castigo de suportar, por natureza também.

    Nâo fosse por políticos e partidos canalhas,
    aí incluídos PT, PSDB, DEM, Lula, et caterva, este País já seria um verdadeiro paraíso, flanando por sí só.

    POLITICOS E PARTIDOS, DEIXEM-NOS EM PAZ!!!

    Abraços, caro amigo.

    • gell costa disse:

      Sonhar é do homem….
      política é do homem
      a política é que possibilitar realizar o sonho de muitos….

  10. Lombardi. disse:

    Acepipes:

    Pequeno prato salgado que se serve com o aperitivo.

    Mainha!…tem soro antiofidico aí ?

  11. Ricardo disse:

    Caro Kotscho, isso aqui é o Brasil real também. Precisamos mais de pessoas assim http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/01/10/em+meio+a+destruicao+ele+salvou+cerca+de+350+pessoas+em+sao+luiz+do+paraitinga+9268182.html

    Parabéns ao iG pela reportagem!

  12. Antonio José disse:

    Sr.Ricardo Kostcho, artigos jornalísticos me fazem lembrar um pequeno programa que se chamava “Crônica da Cidade”, escrito e lido pelo autor, cujo nome me foge agora. Era diário, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro”, antes da novela das 13:00 horas, em fins da década de 1940. Eu era uma criança, quase adolescente e o achava muito humano por sua singeleza e pelo romantismo da narração. As novelas não me atraiam, mas a Crônica, sim. Parabéns pelo toque sempre muito humano relatado do cotidiano, em seus artigos.

  13. Antonio disse:

    É onde a Esquerda e a Direita se encontram: Tratar os pobres como eternos condendados……..

  14. ANA MARIA MARCONDES disse:

    Kotscho, lindas trajetórias de vidas, fiquei emocionada, com certeza vou contar para meus filhos, são exemplos para serem seguidos, cada um a seu modo e a seu tempo adquirindo aquilo que lhes faz realizado e feliz sem atropelar o outro. Obrigada, um começo de ano com Esperança Fé e Prosperidade. Ana Maria

  15. sergio disse:

    Subindo na vida???
    três casos pinçados entre mais de 200 milhoes de brasileiros.
    Casos como esses sempre existiram desde que Cabral aportou por aqui, e sempre existirão.
    O problema é que o Brasil está entre as dez maiores economias do planeta há várias décadas mas a distribuição de renda continua uma das piores do mundo.
    Basta olhar a posição do Brasil no IDH de 2009: 75a.
    Isso mesmo. O Brasil se mantém como potência econômica hã algumas décadas mas o Povo continua miserável, Existem 74 paises com IDH melhor que o nosso.

  16. carlos Antonio disse:

    Serra!
    Vocês sabiam que,os desabrigados do Jd Pantanal,extremo leste da capital,foram ” jogados”,para um bairro chamado Pq. Marengo em Itaquaquecetuba,neste bairro,existem problemas de enchentes da mesma ordem de grandeza,que motivo a “remoção” destas familias,elas deixarão de ser as vitímas da enchente do rio tiete e serão vitímas das enchentes do córrego do Jaguari,que já assola uma imensa população,que infelizmente não tem a cobertura da mídia,convido-lhes a conhecer.Este maldito Serra, com o apoio de grande parte da imprensa, está cometendo um crime com essas pessoas e ainda quer ser presidente da república! Vamos ao enfrentamento de classes,porém este canalha não, nunca!

  17. Geraldo Jorge disse:

    Na minha modesta opinião, acho que a possível renuncia do snr. Vanuchi é um serviço á mais que ele presta a Nação, se é que algum dia prestou algum.Chega de trapalhadas, deixa a sociedade trabalhar e produzir, mesmo contra a vontade de alguns dirigentes.

  18. nicanor amaro silva neto disse:

    Ricardo, como é bom ler seus relatos no descanço de Toque Toque-Pequeno, que não conheço. Respeitar nossos irmãos brasileiros faz bem para a saúde, e você é mestre nisso. Torço para que 2010 seja um dos melhores anos de sua vida. Abração. Nicanor.

  19. Edgar Belisário da Silva disse:

    Tenho ouvido e lido muitas coisas sobre o Brasil de hoje. Muitas são interessantes, muito profundas, outra nem tanto, pois vê-se aflorar a paixão partidária, não havendo a imparcialidade no escrito. Contudo, penso que para examinarmos o que hoje ocorre no Brasil, mister que sejamos justos, houveram avanços, estes, inclusive no governo FHC. É de se dizer, por exemplo, que no período do FHC e seus seguidores, tivemos um desenfrear de privatizações, muitas delas por preços vis, sem contar com os pedágios criados, cujos gastos sobrecarregam ainda mais o sofrido povo brasileiro, e não se diga que isto inocorre para os que não possuam veículos, que usem ônibus, pois já estará embutido nos respectivos preços. Por sua vez, vejo que no governo Lula, os avanços são bastante mais importantes para a classe sofrida, a começar pelas prestações da casa própria, inclusive no que concerne à absorção da mão-de-obra neste segmento, que está em falta, sinal inequívoco do emprego crescente. Lembro-me muito bem que, dias antes de iniciar o governo do Lula, a apreensão era geral, pois os países de primeiro mundo, aqueles que mandam no mundo, poderiam fazer muitas retalhações, como o dólar supervalorizado. Surpreendi-me com o mecânico, que, com seu grande senso de negociação guindou ninguém menos que Henrique Meirelles para o Banco Central, pertencente ao PSDB de Goiás. Busco a qualidade e não a identidade partidária, com uma postura de administrador e não de bajulador. Os arautos do quanto pior melhor, ficaram sem palavras, pois começaram a ruir as previsões apocalípticas. Sabemos que sobrevieram situações reprováveis de figuras de projeção no partido, PT, com o Mensalão, a começar pela chefia da Casa Civil, quando fora guindada a Dilma, pondo fim a toda e qualquer situação desonrosa ao Presidente, por mais que seus adversários tentem desmerecê-las. Para o dólar foi criado o que os grandes oligopólios queriam, ou seja, deixar que o mercado se auto regulasse. Quando isto ocorreu, houveram chiadeiras, os mesmos que antes tinham um canto, agora querem que o governo intervenha para não haver perdas, inclusive no agro negócio. Bem estranhas as posturas desenvolvidas pelos donos do poder econômico.

    Passados vários anos, sobrevém a crise de 2009, claro gerada não pelos pobres, mas pelos poderosos, como GM e Bancos, os quais se socorreram do dinheiro público, embora não no Brasil, mas em frontal contradição com a apregoada “a economia deve ser conduzida pela iniciativa privada”. Alegavam, no passado, que os governos apenas atravancam o progresso, se ficassem fora, a competência da iniciativa privada conduiziria para o paraiso os povos. Viu-se bem ao contrário, pois esta apenas gosta muito de apropriar-se dos recursos públicos ou segmentos já consolidados com o dinheiro dos governos, para a concentração de rendas. Basta que vejamos o setor petroquímico no Brasil, que é uma vergonha, o qual emprega meia dúzia da gatos pingados, quando no passado eram muitos brasileiros que podiam sustentar suas famílias e as empresas eram altamente lucrativas. E agora, será que o lucro não aumentou ainda mais e não foi dividido??

    Penso que para fazermos uma análise desapaixonada, mister que mostremos os dois lados sempre, pois nenhum ser humano, este que no grupo poderá formar um partido político, não tem apenas defeitos ou virtudes, possuindo os dois, o que se espera mais virtudes do que defeitos.

    Um cordial e fraternal abraço a todos, para um debate sem conotação política, mas que preserve a elevada discussão, educada e fraternal, em busca de um solução para por fim a corrupção que graça as instituições em todos os níveis, infelizmente, neste país.

    Edgar B. da Silva

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo

oferecimento