Collor ensinou ao Brasil tudo o que não deve ser feito no poder | Análise

Publicidade

quinta-feira, 17 de maio de 2012 Política | 21:50

Collor ensinou ao Brasil tudo o que não deve ser feito no poder

Compartilhe: Twitter

Vinte anos depois do início da crise que o levou ao impeachment, a história não teve piedade com o governo de Fernando Collor. Se em muitos de seus aliados havia a esperança de alcançar um lugar de destaque pela abertura econômica do País ou por outras políticas adotadas pelo primeiro presidente eleito pelo povo após 29 anos, esse futuro nunca chegou.

Fernando Collor, 20 anos depois: o tempo não refez a história de seu governo

A maior herança dos anos Collor é a lição daquilo que não deve ser feito. E é pela sua face ora nefasta, ora arrogante, ora simplesmente equivocada que esse governo, paradoxalmente, acabou sendo positivo para o Brasil.

Se hoje os brasileiros falam com orgulho da necessidade de se respeitar contratos, é porque famílias inteiras foram humilhadas pelo confisco de suas economias com os bloqueios na poupança e nas aplicações financeiras.

Se os presidentes que o sucederam procuraram a todo custo (e alguns a um custo elevado demais) manter uma base aliada no Congresso, por pior que ela tenha sido em termos éticos e técnicos, é porque o governo Collor ensinou que não se governa sem Congresso.

Se as CPIs que vieram depois do Caso PC trabalharam com autonomia e levaram à cassação de inúmeros parlamentares, é porque o episódio de Collor gerou um modelo de eficiência, se não jurídica, ao menos política.

Se hoje a Polícia Federal promove operações de faxina dentro de ministérios, é porque a sociedade exigiu, no governo Collor, a abertura desse precedente.

Se o Ministério Público atualmente estende seus galhos para os mais diversos setores da sociedade, é porque fincou raízes legais, de respeito e de credibilidade, lá atrás, nos embates da Era Collor.

Se hoje algum figurão ganhar boladas por consultorias que nunca exigiram um parecer, é porque aprendeu com a EPC (a empresa do notório Paulo César Farias). E se hoje essas pessoas mal duram no cargo ao serem descobertas é porque o resto do Brasil sabe, há 20 anos, que a demissão é o mínimo que a opinião pública espera ver num caso desses.

Se, depois de Collor, os comensais da Corte evitaram o exibicionismo de símbolos de novos ricos e recusaram a ostentação para afirmar uma imagem de modernidade, é porque a República de Alagoas, apesar de não se ver assim, era simplesmente ridícula com seu deslumbramento por grifes francesas de luxo e máquinas importadas.

Veja aqui a página especial do iG com tudo sobre o impeachment de Collor e a história 20 anos depois

1992 foi um ano em que o Brasil viveu em perigo constante. De um lado estava o mais forte governo que o País poderia ter na época: nascido da vontade majoritária das urnas, após 21 anos de ditadura, eleito numa campanha que dividiu a sociedade ao meio, com cidadãos mobilizados e separados pelas emoções e pelas diferenças de propostas. Collor prometeu uma agenda de reformas que iria romper laços protecionistas, patrimonialistas e corporativos da elite nacional.

Muita dessa força não tinha origem no presidente em si, mas no momento histórico: o Brasil vinha da frustração de ver eleito um presidente que nunca assumiu (Tancredo Neves), decepcionado pelo fracasso do Plano Cruzado e massacrado pelo recorde de 84% de inflação em um único mês. Ou seja, hoje seriam precisos mais de dez anos para chegar no descontrole de preços que o Brasil vivia em apenas três semanas.

A juventude, o descompromisso e a personalidade intempestiva do presidente fizeram o resto e, em 1992, o Brasil era um país incrivelmente crispado: militares ressentidos com a crescente perda de influência, a população amargurada pela volta da inflação, os políticos abismados com a desenvoltura dos amigos do presidente, empresários fartos de ameaças, uma juventude absolutamente desiludida com a falta de empregos e perspectivas.

Tudo poderia acontecer no Brasil, do retrocesso institucional à crise federativa, passando pela débâcle econômica (houve um dia em que o Banco Central chegou a ter somente 2 bilhões de dólares de reservas após um ataque especulativo contra a moeda). As denúncias de Pedro Collor, o caçula da família do presidente, deram a liga que faltava aos descontentes e colocaram o Brasil no caminho para a frente. E obrigaram as instituições recém-nascidas da Constituição de 1988 a serem fortes desde seu primeiro grande teste. Esse é o lado positivo do governo Collor.

Se hoje a Constituição se faz respeitada em interpretações que vão das cotas raciais à união de pessoas do mesmo sexo, passando pela autorização para aborto de fetos anencéfalos, é porque ela foi o fio garantidor do impeachment do presidente. E se hoje o Brasil vive seu mais extenso período de liberdades e ninguém mais questiona o valor da democracia é porque, 20 anos atrás, o governo de Fernando Collor obrigou a sociedade a ir ao seu limite.

Confira aqui a linha do tempo, com fotos e videos, do impeachment de Collor

Autor: Luciano Suassuna Tags: , , , , , , , , ,

152 comentários | Comentar

  1. 152 Oscar 25/05/2012 17:33

    Eu não entendo como este cidadão se candidatou novamente. Na época que ele foi Presidente fez muita gente suicidar-se após ter o dinheiro suado ser confiscado. Ele é um tremendo cara de pau. Fez muita gente sofrer e perder o emprego. Aliás, ele afundou o BRASIL e muitos brasileiros.

    Responder
  2. 151 João Afonso 25/05/2012 17:19

    Sim, Collor ensinou muito ao país. Ensinou, entre outras coisas, que deve-se caçar “Marajás”, ensinou que o Brasil era uma República pequena, mas poderia ser grande e então mostrou para seus cidadãos os produtos importados. Mostrou que os automóveis que aqui fabricavam só eram melhores que os de Cuba. E que nós tínhamos condições de melhores carros e veio a abertura de mercado. Sim, Collor ensinou que se podia combater as mafias de s Tecidos da Informática. Ahhh informática, o que seria de nós se não fosse Collor. Foi quando, o Brasil começou a pensar grande. O maior erro de Collor foi não ter aberto uma Empresa de Blindagem. Muitos partidos políticos de presidentes fizeram isso – “BLINDARAM” . Blindaram corruptos. Era um tal de ” eu não sei” – ” eu não estava lá “. E faltava de transparência – já esqueceram que depois dele alguns presidentes cobravam contribuições – CPMF – para a saúde. É eles investiram todo aquele dinheiro na saúde ? Somos a melhor saúde pública do mundo ? Porque com aquele dinheiro que nos tomaram durante mais de uma década deveríamos ser excelência em saúde. E os aposentados ? Collor ensinou como trata-los melhor, mas seus sucessores insistem em não aprender a tratar bem os idosos. Charles DE GAULLE estava certo.

    Responder
  3. 150 Ze 25/05/2012 16:49

    Se ensinou, ninguém aprendeu.

    Responder
  4. 149 veronica 25/05/2012 16:42

    E PELO JEITO O PESSOAL APRENDEU DIREITINHO!!

    Responder
  5. 148 gomes 25/05/2012 16:37

    Collor foi um deslumbrado, um playboy que brincou de ser presidente, no entanto não podemos negar, que o seu arroubo juvenil foi fundamental para que o Brasil quebrasse a inércia do atraso. A tal lei de informática condenou o País a viver vinte anos na pré história. A proteção a ineficiência, fazia que “automóveis” como o jurássico opala, custasse o equivalente a U$ 70 mil dólares, outros avanços importantes aconteceram em seu governo.
    Portanto acho que só 20 anos é pouco para um julgamento histórico, outros governantes mais catastróficos que o ELLE , tiveram algum reconhecimento depois mortos.
    O Brasil ainda precisa aprender muito com os erros cometidos no passado, mais o brasileiro não se corrige, caso contrário estes DINOSSAUROS (Sarney, Renan, Jader, ) já estariam em museus de “horrores” assustando criancinhas.

    Responder
  6. 147 @bernarducs 25/05/2012 16:27

    Que haveria um ou outro comentário positivo ao ex-presidente, tudo bem. Mas muitas msgs com dizeres que quase o clamam como herói nacional, me deixa abismado e desenganado da inteligência político-eleitoral de nossa classe média (sim, porque é ela que lê os cardenos de economia e amplo acesso a internet).

    Responder
  7. 146 Coutinho 25/05/2012 16:04

    Será que a elite que colocou Collor no poder e depois o derrubou, não está irada pela insistência dele em que a CPMI convoque todos os envolvidos? Eu votei contra ele, mas acho que ele está cumprindo bem o seu mandato.

    Responder
  8. 145 Mauro Aguiar Braga 25/05/2012 15:45

    Me perdona Zelia,afirmar que o congresso que tirou o Collor e somente o congresso, eu quero discordar,pois fui alma viva desta historia e participei massivamente das manifestacoes contra tanta corrupçao deste governo e o povo na rua nao sobrou outra alternativa de o congresso nao contagiar com aquele momento historico que passava o Brasil,tanto politico e economico,un sindicalismo muito forte e um verdadeiro partido dos trabalhadores combativo.Farei coro dos que concorda que nunca mais Zélia e Color.

    Responder
  9. 144 Icandre 25/05/2012 14:59

    O comentarista está equivocado. Foi Collor que acabou com a máfia do tecido, a máfia da informática e a máfia do carro carroça. Instituiu a lei do livre mercado, criou o Estatuto da Criança e do adolescente. Collor bloqueou a poupança, porque não haveria outra forma de corrigir as aberrações cometidas pelo governo Sarney, que mantinha inflações de 80% ao mes. Como dizer que PC Farias era corrupto, se sequer funcionário publico ele era? Corrupção é crime exclusivo a funcionário público. Collor, pelo contrário, acabou com o cheque ao portador e com as ações ao portador. Foi um moralizador e revoltou-se contra o Congresso, coisa que não há brasileiro que não se revolte, e hoje ele dá o troco: faz o que o povo gosta: tornou-se fisiológico. Nós Merecemos!!! Estude e analise a história. Não caia no conto da moda.

    Responder
  10. 143 Emilio Guerriero 25/05/2012 14:36

    Fernando Color de Melo,em pouco tempo que governou
    fez o Brasil regredir tudo aquilo que havia progredido
    e ainda tem brasileiro achando que ele foi um bom presidente
    infelismente temos muito que aprender,pois ainda votamos em tiriricas
    da vida.
    sem mais comentarios

    Responder
  11. 142 IVANILSON LIMA 25/05/2012 14:32

    PORQUE FALAM TANTO DO COLLOR? POR ACASO ACABOU A CORRUPÇÃO NO BRASIL?
    SE LIGUEM A ELEIÇÃO ESTÁ CHEGANDO.

    Responder
  12. 141 xico 25/05/2012 13:53

    Pelo menos, uma coisa de bom ele fez, foi recadastrar os aposentados e e equiparar os beneficios com o salário minimo, o que os governos posteriores só achataram reduzindo de lá pra cá em 60% os beneficios dos que percebem acima do s. minimo. como fez o FHC e LULA,

    Responder
  13. 140 jeferson 25/05/2012 13:36

    Não foi o povo que derrubou Collor. Collor caiu por pressão da imprensa sobre o congresso que se aproveitou da conveniência política para cassá-lo. O papel dos caras pintadas foi importante, mas não determinante. Esse jovens foram manipulados pela imprensa, que os incentivou a sair às ruas e os fez pensar que foram eles os responsáveis pelo impeachment. Por que o povo fracassou na campanha pelas diretas?

    Responder
  14. 139 Edson C, 25/05/2012 13:30

    Qual foi a diferença entre COLLLOR DE MELLO, DO LULA, DO PRESIDENTE DO SENADO JOSÈ SARNEY, estes fizeram coisas, muito pior do que collor de mello, nas não foram expulsos de suas funções ou impeachment, por seus partidos terem conchavos ser do lado da situação, e collor tin ha muito mal apoio de alguns partidos pequenos, pois se ele estivesse no PT, Pmdb, PP,PSD, PTB como seus aliados, tranquilamente teria sido reeleito e não colocado fora do govermo ME AJUDA AI O………

    Responder
  15. 138 MORINI OSVALDO 25/05/2012 12:46

    Ola, Fernando Color era tão bobinho, entre as cobrassss

    Responder
  16. 137 Argos 25/05/2012 12:10

    Não foi o povo que decidiu o impeachment e sim os políticos adversários de Collor que usaram algumas dezenas de pessoas afiliadas politicamente que aí sim, “contaminaram” outras pessoas (cujo chamados pelos políticos de “o resto do povo”), que a partir daí, juntou aquele povo todo. A verdade é que não somos nós que decidimos alguma coisa. O nosso povo é igual a vaca de presépio. Somos paus mandados por essa classe dominante. Eles é que decidem o que faremos. Acorda meu povo!!!

    Responder
  17. 136 Marcelo Rodrigo 25/05/2012 11:54

    Sim, é claro que podemos tirar como exemplo de que não devemos fazer, e nem os políticos quando se está no poder, mas devemos pensar que os mesmos que estavam a frente desta queda de governo, são os mesmos envolvidos nos escândalos de hoje, até mais cabeludos que o de ontem, pois a lição já estava posta, em razão de Collor eu acho até minimalista em comparado com os de hoje, em que atos políticos de um partido que se julgam éticos cometem com o povo Brasileiro, um presidente que não viu e nem ouviu nada sobre escândalos, o povo tem que parar para analisar tudo isso apesar que a nossa educação imposta por este governo ético não ensina nossos jovens a pensar, obrigado e felicidades.

    Responder
  18. 135 césar figueiredo 25/05/2012 11:35

    Eu tinha poupança e fui ressarcido.
    Collor e Itamar Franco foram os principais idealizadores do Plano Real , que colocou
    estabilidade na nossa moeda !

    Responder
  19. 134 lc 25/05/2012 11:08

    Inovador !!!
    Preciso !!!
    Corajoso !!!
    Simplório !!!
    Kamikaze !!!

    Responder
  20. 133 Ronildo 25/05/2012 10:31

    Não é nada dificil dele ganhar a Presidencia denovo no Brasil, olhem a jogada dele… Tentar denovo algo que fez a 20 anos atrás… O povo Brasileiro que votou nele na época, já quease não vota mais por conta de idade ou não estão mais entre nós, e os que estão, somos nós que éramos crianças na época que ele fez tudo que fez, a maioria do público jóvem, se bobiar nem sabe quem é ele e o que já fez para as vidas de Vossos pais, capaz de votarem nele mesmo, achando que vai dar emprego para quem precisa, e comida na mesa do Nosso Povo… NÃO SE DEIXEM levar ou ser comprado com cestas básicas e dentaduras, porque o dinheiro que foi feitas ou comprada, é do NOSSO BOLSO, ou voces acham que eles são bomzinhos, e estão dando do bolso deles? ACORDA BRASIL !!!!!!!!!

    Responder
  21. 132 Antonio 25/05/2012 10:29

    …mas é bom lembrar que as mudanças não se subordinam a mérito próprio, e sim, por um simples acidente de percurso!

    Responder
  22. 131 CRUZ CREDO 25/05/2012 10:21

    Creio que esse sorriso debochado dele quer dizer: estou aqui só p/vc pagarem meu salário, não preciso fazer nada, todo fim de mes tá na conta… ahahahahahahah!

    Responder
  23. 130 NILTON SILVA 25/05/2012 10:16

    Não votei e não votaria no collor, mas não podemos achar que foi o maior e o mais corruputo presidente que já tivemos, se hoje tem computadores baratos, intenet, carros de todas as marcas e modelos se deu pela abertura da época em que ele era presidente.O fato de ter perdido o apoio popular e seu enfrentamento com o congresso é que culminaram no seu afastamento, de lá para cá vimos coisas muitos piores e os governos serem bem avaliados pela população.Talvez pela juventude de falta de experiencia ele tenha se achado um super homem, que é como se apresentava, mas em Brasilia as coisas não funciona como queremos e sim no ritmo que lhe é dado.

    Responder
  24. 129 Cecília 25/05/2012 10:03

    Se ele ensinou o que não pode ser feito no poder, ninguém aprendeu! Fazem pior, em especial o governo Lula, que merecia a mesma medida.

    Responder
  25. 128 Cosme 25/05/2012 9:41

    Nesta época era um dos muitos funcionários publicos federais e, ainda que com todas as bases legais, simplesmente me vi sem um norte ao perder o emprego que não veio a mim em forma de um cabide. Este senhor fazia juz a uma expressão: O MAL TEM UMA FACE E APRESENTA-SE DE FORMA ANGELICAL.
    Antes mesmo de sentar-se à cadeira presidencial até os dias atuais arrepios percorrem meu corpo ao lembrar do que senti ao simples ato do anuncio de sua vitória…O povo brasileiro que antes sofria com o peso da mão do “governo militar” sequer imaginava o quanto iria sofrer, nunca nas mãos, porque a elite implantada pelo voto não se sujaria com a plebe, pois, econômias suadas desapareceriam, ouviriamos o quanto é nogento não usar cuecas descartáveis, o produzido pela mais forte industria do pais seriam transformadas em carroças só pq. “nosso presidente”, obviamente como tb. todo mortal gostaria, adorava uma Ferrari e, vez por outra, consumir alguns milhares da moeda da época dando um passeio de jato supersonico… Certamente até Deus viu-se incomodado e muito nos ajudou para expulsar o mal e que meus filhos e netos jamais vejam, não só ele claro, nada mais parecido com essa completa falange do mal que, por pouco, não para nosso amadissimo país e nos faz viver a morte tal como se estivesse-mos no purgátório

    Responder
  26. 127 valdir torres marques 25/05/2012 9:40

    EU ACHO QUE AINDA FALTA MUITA COISA PARA SER CONSERTADA NO BRASIL E EU GOSTARIA DA AJUDA DE TODOS NA EPOCA DO CONFISCO DESTA DAMA DO CABRAL QUE FOI PARA A FRANÇA PASSEAR EU ESTAVA DESEMPREGADO E MESMO ASSIM ELA LAMBEU A MINHA POUPANÇA MAS ATE HOJE EU ESPERO UMA MUDANÇA REAL:POR EX. AONDE ESTA O OURO QUE ARRECADARAM PARA O BEM DO BRASIL NA DECADA DE 60 E QUANDO O SARNEI VAI DEVOLVER O IMPOSTO DO COMBUSTIVEL PARA TODOS QUE TINHA CARRO NAQUELA EPOCA E AGORA COM A DESCULPA DE AJUDAR AS FABRICAS DE CARRO AUMENTARAM O CIGARRO E EU GOSTARIA DE DEIXAR BEM CLARO QUE EU NÃO FUMO CARRO.

    Responder
  27. 126 Grogero 25/05/2012 9:18

    PARTE 1 – Fernando Collor de Melo foi o homem que começou a dar rumo ao Brasil, porém feriu interesses de muita gente graúda, e assim acabou perdendo apoio no Congresso Nacional culminando na sua RENÚNCIA e não no IMPEACHMENT. Logicamente para a história ficar distorcida como tudo no Brasil, a Câmara votou o Impeachment porém Collor já havia deixado muito antes sob renúncia o seu posto de Presidente da República. Caras Pintadas, sair de preto pelas ruas, movimento sindicais, movimento estudantis de todas as ordem eram apenas baladinhas para os jovens fazer sexo e para os sindicalistas fazer negócios e usar como trampolim político não necessariamente nessa ordem, não estou mentindo basta ver o que faz hoje o presidente da UNE daquela ocasião, e os sindicalistas, e o pessoal do setor textil, e o pessoal do agro-negócio e o pessoal da indústria automobilística. O certo é que depois da abertura DE MERCADO que Collor realizou começamos colher frutos desde o ano de 2002.

    Responder
  28. 125 Marcos 25/05/2012 8:51

    -COM TODAS AS LETRAS DO ALFABETO ELE NÃO ERA E NÃO É SANTO, MAS O QUE TEMOS HOJE NÃO É MUITO DIFERENTE SÓ TEM LADRÃO E PILANTRA NO NOSSO MEIO POLITICO. SE ANALIZARMOS FRIAMENTE VEMOS QUE O PAIS FOI SITIADO UMA PARTE FICOU PARA O EXECUTIVO OUTRA PARA O LEGISLATIVO OUTRA PARA O JUDICIARIO E UMA MIGALHA, MAS MIGALHA MESMO PARA O POVO. SERA QUE ISTO PODE MUDAR ALGUM DIA?

    Responder
  29. 124 Eduardo 25/05/2012 8:36

    Este senhor não ensinou nada. Pois o povo o colocou no poder novamente. Realmente uma VERGONHA!!

    Responder
  30. 123 Jesuel 24/05/2012 23:14

    Quero observar que não houve impeachment, onde o nobre Senador da República renunciou e assim não houve cassação.

    Responder
  31. 122 João Bonifácio 24/05/2012 21:53

    Sobre o Collor pra mim a única coisa que ele fez de errado foi o confisco do dinheiro, o resto ele mandou bem; tirou toda mordomia dos políticos,não fez barganha com os parlamentares etc. Os parlamentares si viram na merda aí jogaram o povo contra ele. O impeachment aconteceu por causa de uma reforma em uma residencia particular com dinheiro público. Se comparando com o mensalão e a cachueirada não daria 1%.

    Responder
  32. 121 ELIAS DE PAULA 24/05/2012 21:36

    Boa noite para todos!!

    Mesmo depois de vinte anos apos a sua saída inigualável
    do poder FERNANDO COLLOR DE MELO , ainda tenta a todo custo
    manter o mais obscuro de todos os momentos Políticos do nosso
    tão querido BRASIL, tentando manter com que o povo seja privado ,
    de acontecimentos de grande repercussão
    como o que está acontecendo neste momento na POLITICA BRASILEIRA, como
    esta CPI DO CACHOEIRA, vergonha Nacional , o povo não merece isso, trabalhamos, lutamos com muita dignidade
    para ter-mos um PAIS que nossos filhos ao
    de erdar , muitos já esquecerão o que aconteceu à decadas atrás,más na memória daqueles que verdadeiramente amão esta NAÇÃO O GRITO DE INDEPÊNDENCIA ESTÁ, no coração, na mente, na honradez, na alma, de cada cidado BRASILEIRO.

    Responder
  33. 120 andre 24/05/2012 21:05

    VERGONHA ESTE CIDADÃO SER SENADOR DO BRASIL, DEVERIA NUNCA MAIS PODER EXERCER QUALQUER CARGO PÚBLICO.

    BRASIL MOSTRA SUA CARA

    Responder
  34. 119 ADILSON LIMA 24/05/2012 20:58

    LINDOMAR ,PERFEITO, FAÇO SUA AS MINHAS PALAVRAS. OBRIGADO.

    Responder
  35. 118 gustavo 24/05/2012 19:28

    Por tudo o que fez, não sei porque ainda dão espaço na mídia para esse senhor. Devemos deixá-lo no esgoto da história desse país.

    Responder
  36. 117 jose reinaldo 24/05/2012 19:21

    Ainda bem que os caras pintadas é uma geração recente. Lembra muito bem.!

    Responder
  37. 116 Marcos 24/05/2012 19:07

    LUCIANO SUASSUNA ME DIGA 1,1 SÓ QUE MOSTROU ALGUMA COISA BOA,VOCÊ SÓ PODE ESTAR COMPARTILHANDO ALGUMA COISA COM ALGUEM PRA IR TÃO CONTRA O COLOR NÃO TENHO NADA A FAVOR MAS NÃO VEJO NINGUEM MELHOR OU SERÁ QUE O LULA QUE ABRIU OS COFRES DISTRIBUINDO DINHEIRO PUBLICO PRA CONQUISTAR OU COMPRAR COMPANHEIROS É MELHOR.

    Responder
  38. 115 joao rosa 24/05/2012 18:57

    É infelizmente ainda tem eleitor que troca seu voto por dinheiro, cesta basica, dentadura etc. infelizmente!

    Responder
  39. 114 Fábio 24/05/2012 18:38

    Será se o pobre e o necessitado teve forças para tirar um presidente do poder ? Será se o pobre foi mesmo atingido ? Pois hoje a educação não esta nada boa, a saúde nem se fala, quem é o dono da chamada razão ?.

    Responder
  40. 113 Danilo Cornieri 23/05/2012 8:46

    Collor foi reconduzido pelo povo ao Senado Federal. Qual o motivo disso? O brasileiro ainda é um povo com a mente do colonizado, daquele que se sujeita. Collor saiu desmoralizado da Presidência da República, e em qualquer país europeu ele não voltaria a ocupar um cargo tão grande. O povo espera uma renovação política, mas não age para que isso ocorra. Desiludido, acostumado com essa submissão, trás novamente as mesmas figuras nefastas de sempre. E, se pensamos como povo em” renovação política”, o resultado mais presente que temos é o Tiririca…

    Responder
  41. 112 claudiney 22/05/2012 22:59

    este governo gerou a pior recessão de todos os tempos, as pessoas tinham que vender seus bens abaxo do valor para pagarem contas as quais tinham recursos, mas ficaram retidos. a idéia era boa, mas ineficiente. gerar uma recessão tão forte que mataria a inflação gerando uma deflação. não adiantou nada. controlar preços artificialmente foi algo praticado em toda a década de 80. Os salários naquela época eram ridículos, cerca de 70 dólares o mínimo, hoje cerca de 310 dólares. a industria nacional descapitalizada quebrou como a Gurgel motores, a única montadora 100% NACIONAL. A CADA DIA UM NOVO DECRETO LEI, POIS COLLOR governava via canetada. Enfim a história nunca será solidária com ELLE, Hoje Collor Senador tem a chance de se redimir, mas ninguém é louco de dar uma 2ª chance a ELLE,
    Ou é????????????????????
    Espero que não!

    Responder
  42. 111 Thaty 21/05/2012 7:23

    Era muito nova na época do governo Collor e do impeachment, algumas pessoas com quem convivo dizem que conseguiram muitas coisas durante o governo Collor, outras dizem que perderam tudo…
    E impossível ter uma opinião formada a respeito principalmente por não ter vivido diretamente aquela época (tinha 9 anos).
    Mas analisando os fatos por reportagens e videos, chego a conclusão (minha opinião), que mesmo que a abertura da concorrência tenha sido implantada por ele, que a importação tenha sido autorizada e que os oligopólios tenham sido desfeitos. Uma corrupção no nível que foi não poderia ser deixada de lado, tinha que ser combatida. Acredito e concordo sim que hoje não estamos melhor com relação à corrupção, ela ainda existe, mas é combatida, infelizmente a corrupção no Brasil é como uma Hidra que se corta uma cabeça e outras duas surgem no lugar.
    Mas não podemos desistir. O país é nosso e temos que fazê-lo crescer, ter orgulho de ter morado fora? Isso não é orgulho é inveja. Mas estamos caminhando pra isso. Mas o Brasil é um país com sua democracia nova ainda sua Constiruição tem apenas 24, enquanto que Contituições do EUA e leis que formam a Constituição Inglesa já tem séculos de existencia.
    Nosso país tem tudo para ser uma nação forte e soberana, mas é com ações, críticas e comparações como essas que ainda estamos engatinhando.

    Responder
    • Júnior 25/05/2012 12:36

      Prezada Thaty, eu vivi esta época e também vivencio a époce atual. O nível da corrupção atual é muioto maior do que o daquela época e nada tão radical ainda foi feito com os governantes como foi feito com o Collor. Não defendo o Collor pelo que foio feito em seu governo, inclusive levou à falência minha prórpia família e ninguém precisa de um presidente igual a ele, mas dizer que hoje a corrupção é duramente combatida, é balela pura. Por muito menos do que fazem hoje, depusemos o presidente Collor.

  43. 110 alexandre macedo 20/05/2012 16:22

    amigo marcelo,você tem razão,educar etc.etc.porém não vai ser com esse governo que vamos conseguir a tão almejada educação de formação de cidadãos,não é aumentando as matérias curriculares,tipo ecologia,doutrinamento de esquerda,etc que vamos conseguir isso e sim ensinando matemática,portugues,ciencias enfim as matérias básicas para preparar o cidadão para enfrentar o mercado de trabalho de igual pra igual com os filhos dos mais abastados isso sim é necessário

    Responder
  44. 109 alexandre macedo 20/05/2012 16:14

    amigo luciano,você se equivocou ao escrever que a constituição permite casamentos de mesmo sexo,não permite….SE CONSIDERA FAMILIA CASAMETOS ENTRE HOMES E MULHERES;o supremo é que atropelou a mesma o que tem feito regularmente,e deu essa permissão,o que eu pessoalmente considero um retrocesso da humanidade,e que a vai levar ao abismo com mais rapidez,assim como cotas para universidades,isso sim é segregação,porque,mais uma vez a const. determina que lei é igual para todos,e que todos têm os mesmos direitos,daí?o brasil do pt está trocando os pés pelas mãos e permitindo tudo que é maléfico para o desenvolvimento sadio das relaçãos entre as pessoas.qto ao Collor,foi o canalha maior de todos os canalhas que habitaram o planalto

    Responder
  45. 108 MARCUS FRANCO 20/05/2012 14:52

    UMA VERGONHA, NOJENTO, QUE VERGONHA ETNHO DE SER BRASILEIRO QUANDO VEJO ESTE SENHOR NO SENADO FEDERAL.QUE VGONHA!

    Responder
    • IVANILSON LIMA 25/05/2012 14:37

      MARCOS, ODEIO POLITICA, MAS , PIOR DO QUE ELE BRASILIA ESTÁ CHEIO

  46. 107 Sousa 20/05/2012 13:31

    Brasileiro, tem mente fraca, quantas pessoas morreram nessa época com o confisco e tem gente que ainda diz que Color é bomzinho, talvez esse não foi confiscado.

    Responder
  47. 106 Mary 20/05/2012 11:17

    A matéria é romântica demais, o impeachment só aconteceu porque o ex-presidente
    Collor e seus maus feitores não queriam dividir nada, eram autoritários, arrogantes, agressivos atropelavam indivíduos do congresso com carretas, mas não imaginavam que uma união dos insatisfeitos poderia desencadear um impeachment em seu governo.
    Conseguiram incomodar muita gente no congresso, conquistaram muitos inimigos.
    A expulsão só aconteceu porque sub-estimaram atitudes dos parlamentares do congresso.

    Responder
  48. 105 Braga 19/05/2012 22:08

    Falar mal do Collor é fácil, difícil é fazer o que ele fez! Alguém lembra por quê ele foi deposto? Qual o real motivo? Para você que não sabe, não foi só roubalheira, mas o principal, interesse por roubar dos demais! A roubalheira que aconteceu em tempos difíceis não foi nada diferente com o que acontece hoje. Todo presidente par ser eleito necessita de dinheiro, aliás, muito dinheiro, acontece que esse dinheiro na maioria dos casos não pode aparecer, neste momente entra o chamado “homem da mala” este, angaria e monta todo o esquema financeiro da uma campanha presidencial de forma oculta. O problema do Collor foi que seu homem da mala era um fanfarão.
    Se puder, pense no cenário político que o novato Collor assumiu e imagine os nossos três últimos presidente fazendo o mesmo, pensou? É disso que estou falando, foi preciso muito pulso para parar a locomotiva desenfreiada chamada Brasil na época…

    Responder
  49. 104 Luiz Antonio 19/05/2012 22:06

    Como se bastasse querer, ou o FMI querer para acabar c/ a inflação. Infelizmente é necessario bem mais do que vontade. É preciso coragem e competencia.

    Responder
  50. 103 Murilo 19/05/2012 21:07

    pelos comentários que eu vi, percebo que existe uma classe média que sente bastante saudades do collor… este mesmo que não pensou duas vezes antes de confiscar suas economias… é deprimente viver junto com este tipo de gente.

    Responder
  51. 102 Lindomar 19/05/2012 18:36

    Se o Brasil esta onde esta hoje, uma das maiores potência mundial é graça ao plano real na era de Fernando Henrique e na seqüência com o governo Lula, esse sim mudou o Brasil. Não contrariando a opinião de cada um, mas se Fernando Collor volta a ser presidente do Brasil, com certeza todas as instituições brasileiras iram quebrar. Porque a primeira reação dos brasileiros e sacar todas suas ecônomias, hoje depositadas na poupança, o maior volume de todos os tempos. O Brasil não precisa mais de presidente igual a Collor!!!

    Responder
  52. 101 ivani 19/05/2012 15:15

    fernando collor , sarney , itamar franco, fhc. lula dilma tudo que esta ai e a mesma coisa de antigamento sera que o senhor não ver os ministros envolvido em escandalo da dilma superfaturamento do pac etc , nao se faz de não saber de nada

    Responder
  53. 100 Mauro 19/05/2012 15:13

    Collor foi deposto por ter acabado com os cartórios , reservas de mercado , monopólios e tudo mais quanto explorar o povo . E com certeza um dos cinco maiores brasileiros que neste chão pisou .

    Responder
  54. 99 romeu jose felippi 19/05/2012 14:51

    em minha opinião, o Colllor acertou, ao demonstrar ao Brasil o ATRASO TECNOLOGICO, Principalmente da industria automotiva e outras afins. O sr. Collor ERROU AO PENSAR , que somente suas opiniões, tinham validade. Caso tivesse a HUMILDADE DE RECONHECER SUAS PROPRIAS LIMITAÇÕES, Com certeza o brasil estaria ainda mais avançado do que jamais avançou como a ERA LULA FEZ ESTE PAIS AVANÇAR

    Responder
  55. 98 olavo 19/05/2012 14:48

    é verdade. se elles não saíssem, a gente estaria ainda mais atolados no buraco…

    Responder
  56. 97 Gustavo 19/05/2012 14:37

    COLLOR É UM HERÓI NACIONAL.

    Herdou 70%de inflação e plantou a árvore da estabilidade, onde se colhe os frutos nos dias de hoje e, melhor de tudo, não aceitou conchavos com Políticos do Congresso, não aceitou o “mensalão” que vem de longa data, a dispeito dos que nos tentam fazer pensar que é coisa recente.
    Collor é um Herói e no futuro a História lhe fará justiça.
    Aqueles que foram feridos na “guerra” travada por ele são elite do país e aqueles que fomentaram uma ciranda financeira sem precedentes na história econômica de qualquer país. TENHAM MAIS RESPEITO A ESSE HERÓI NACIONAL!!!
    Sou do Rio, nada tenho a ver com Política, com Políticos, com Alagoas, mas não vão e epurrar goela a baixo que o Collor é um malfeitor…também não vou dos malfeitores do país…não espaço aqui, o Google é muito pequeno para incluir minhas opiniões…

    Responder
    • claudiney 22/05/2012 23:13

      Quantos você tem Gustavo? Você não foi testemunha ocular daquele governo? Eu fui e não ví nada disso que você escreveu aí. A INFLAÇÃO QUE ELE DERRUBOU, 1 ANO DEPOIS ESTAVA NOVAMENTE NA CASA DE 50%, pois era uma “estabilidade” falsa criada por canetada, dolar seguro por lei, com o paraleno com ágio de 20%,, eu trabalhava em uma loja que quase faliu naquele início de governo, as pessoas não eram desonestas, só não podiam honrar os compromissos. o escambo tornou-se uma pratica, pagar divida com móveis, bois, cabras, etc pois dinheiro, cadê? quanto cada brasileiro podia ter? R$2600,00 se passasse disso seria confiscado. imagina tinha esta juntando dinheiro para comprar um bem, o sonho acabou, muita gente deu fim a vida por causa disso. Desculpa, COLLOR Será marcadopara sempre ao lado de Janio Quadros, outro que prometeu tanto, foi populista mas enterrou o país em uma crise enorme, culminando com a ditadura. Esse é lugar de Collor na história!!!!!!!!!!1

  57. 96 Joao 19/05/2012 13:46

    Estar com a faixa presidencial neste país qualquer mentecapto, qualquer demenete poderá ter, basta abrir precedente para tenebroso congresso e governará sob apoio do que há de pior do ser humano.. A COISA MUDARÁ QUANDO A MAIORIA DO POVO BRASILEIRO PASSAR A COBRAR, APRENDER A VOTAR. Por enquanto minoria dos brasileiros tem conhecimento das barbáries cometidas por governos anteriores.

    Responder
  58. 95 Eduardo Leite 19/05/2012 13:42

    Acho que só no Brasil um presidente que teve seu mandato cassado consegue se eleger em outro cargo político

    Responder
  59. 94 Paulo Cesar Costa 19/05/2012 12:59

    Gostaria de ver novamente Collor na presidencia, caçando aos Marajas do PT, seria uma otima bandeira. Quanto sua passagem pela presidencia, como ponto positivo seja a abertura da economia e aos produtos importados, assim demos adeus as carroças.

    Paulo Cesar
    Empresaro de Campos do Jordão

    Responder
  60. 93 david 19/05/2012 12:27

    senhor luciano o que de fato este cara ensinou e que podemos sermos uma porcaria e termos uma vida de super benefices …..com ..a memoria do nosso povo…….elegermos analfabeos…para la nos representar…..viva os palhaços da vida …salve sr.tiririca……craças ao bom senhor que nao precissamos ter mais que o primario para sermos gestor deste pais. e recebermos titolos de dr..honoris causas…….barbaridade che

    Responder
  61. 92 MÁRIO 19/05/2012 12:20

    O DESASTRE ATUAL DOS POLÍTICOS, A ROUBALHEIRA, A FALTA DE REFORMAS E DECISÕES IMPORTANTES , PROPINAS E CORRUÇÕES HOJE SÃO INFINITAS VEZES MAIORES EM TODOS OS PODERES( EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO) QUE NA ERA COLLOR..
    NÃO VENHAM PENSAR E DIZER QUE ESTAMOS UMA MARAVILHA COM TUDO QUE ESTA ACONTECENDO NO BRASIL , A IMPRENSA MOSTRA DIÁRIAMENTE CRIMES EM TODOS SETORES DA POPULAÇÃO.
    SE QUEREM FALAR MAL DE COLLOR VAMOS DIZER QUE ELE FOI O PROFESSOR E A ESCOLA APRENDEU MUITO BEM, ATÉ FIZERAM CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO

    Responder
  62. 91 Francisco 19/05/2012 11:17

    Muito boa a reportagem. Naquele tempo acreditava em partidos politicos e hoje como ontem tantos escandalos fico um pouco desiludido. Mais uma coisa é certa as instiruições brasileiras se não são como deveriam ser estão no caminho certo, espero que daqui a 20 anos possamos tirar liçoes do momento politico que vivemos hoje, e que estejamos em um país realmente sério.

    Responder
  63. 90 Vasconcelos 19/05/2012 11:08

    O povo brasileiro é cego e sem ouvido. Como pode um nefasto politico de uma elite de história terrível sem bendito e sua de sua lavra somente saiu odio, vantagens voltadas para o grupo do PC e OUTROS. E hoje este cidadão é senador da Republica e representa um Estado de olirgaquia maléfica. Participa de CPI grande piada, com que moral e procura atacar um dos únicos setores da sociedade que vomitou na midia suas sadices e desvios de conduta. Foi cassado de forma justa com direito ao contraditório e hoje ainda vomita suas posições escancaradas de intereses e pouco público. Esta levas de politicos mediocres devem ir para o inferno eterno. E que nossa geração que vem possa construir uma verdadeira Patria de justiça e respeito, moral e diginidade e além de tudo isonomica. Pena que o poder esteja nas mãos de partidos de SMS protegendo governadores corruptos. Mesmo assim eu acredito neste País e busco fazer a minha parte com dignidade. Muita fé para enterrar esta corja de politicos nefastos.

    Responder
  64. 89 DOUGLAS 19/05/2012 10:37

    Para um presidente no Brasil dar 100% certo seria preciso ter um regime meio ditador meio democrata, por ex: politico ou funcionario publico de qualquer nivel fez falcatrua com o dinheiro do povo fuzilamento imediato, dar prazo para o congresso votar leis importantes para o país, venceu o prazo é via decreto, gastos com salarios e mordomias de politicos ter como base cargos e normas da iniciativa privada, o resto usar a democracia até o limite do bom senso.

    Responder
  65. 88 Alexandro 19/05/2012 10:35

    O que falta para o Brasil é VERGONHA NA CARA. Após 20 anos do Impechment, os mesmos atores continuam em cena, fazendo alianças políticas para defender interesses particulares e não os interesses dos brasileiros.
    Aqueles que “cassaram” o Collor tiveram a oportunidade de fazer algo melhor pelo país, mas continuaram a “meter a mão” no dinheiro público.
    Privatizações do governo FHC, escândalos do mensalão, José Dirceu e Palocci…….
    Todos os dias novas denúncias de corrupção e roubalheira… caso CACHOEIRA, o mais recente. Mais uma vez colocaremos o NARIZ DE PALHAÇO e ficaremos observando a atuação dos senhores deputados e senadores, pois no final tudo ACABA EM PIZZA.
    Na minha opinião o Collor só foi cassado porque foi egoísta. Não quis repartir o bolo e por isso foi cassado. Se tivesse feito isto teria chegado ao fim de seu mandato, COM CERTEZA!

    PS.: alguém tem dúvida da avalanche de acusações que surgirão após a COPA DO MUNDO?
    Quantos milhões estão sendo investidos e desviados que poderiam estar semdo melhor aproveitados em saúde, educação e segurança?

    Responder
  66. 87 Icandre 19/05/2012 7:55

    Seria interessante o jornalista, autor da matéria, trocar idéias com os comentaristas. São claros os argumentos apresentados pelos internautas, com aspectos favoráveis ao governo Collor, demonstrando em sua maioria que, visto de hoje, aquela imagem de um Collor nefasto não passava de uma cena teatral criada pelos segmentos que ele prejudicava, a saber: os politicos que perderam suas “caixinhas” e os empresários fabricantes de carroças(carros, tecidos, informática..etc..) e nada a ver com um réles empréstimo para reformar o Jardim da casa da dinda. O jornalista também tem que explicar melhor o que entende por “governar bem com o congresso” e também se acredita na moralidade dessa relação apresentada pelos governos petistas, por exemplo, Lula pedindo a benção ao Sarney e ungindo Michel Temer à vice de sua escolhida.

    Responder
  67. 86 rafael de paula faria 19/05/2012 5:55

    TENHO O RGULHO NA ÉPOCA DE TER FEITO ESTE SLOGAN
    VAMOS COLLORIR O BRASIL,PARA MIM O COLOR FOI O MELHOR PRESIDENTE DA HISTORIA
    FOI O UNICO QUE CHAMOU NOSSOS CARROS DE CARROCHA E TEVE AQUILO ROXO,DAI COMEÇOU TUDO A MELHORAR, COLOR VOTO EM TI PARA QUALQUER COISA E FAÇO OUTRO SLOGAN, VC FOI O MAIOR BEM DO BRASIL NECESSARIO NA HORA CERTA
    PARABENS COLLOR

    Responder
  68. 85 Francisco Lopes 19/05/2012 5:53

    Concordo com o contexto da reportagem, mas de tudo que “elle” ensinou, uma coisa o povo não aprendeu, a VOTAR.

    Responder
  69. 84 mário braga 19/05/2012 5:31

    Elle fez: código de defesa do consumidor-Melhorou a industria das carroças – começou uma reforma administrativa,e tinha muita gente motivada,
    e tarará e tal, mas não tinha equipe de governo, como ninguém teve, após os militares.

    Responder
  70. 83 Luis Peres 19/05/2012 4:35

    Inegávelmente o curto Governo de Collor trouxe para o Brasil instrumentos jurídicos e econômicos que serviram de base para outras conquistas posteriores.
    O bloqueio das contas correntes e poupanças, motivo principal do ódio e da repulsa que o cidadão ora em tela sofre desde então, era sim uma das medidas econômicas possíveis numa hiperinflação. Contudo, os maiores prejudicados nunca tiveram coragem para questionar qual a influência da FEBRABAN (uma de suas financiadoras de campanha) para a escolha de tal medida. A descapitazação dos bancos, tal qual ocorre hoje na Grécia e Espanha, estava levando alguns bancos nacionais a situação falimentar desde o Governo de Sarney. Basta verificar a sequência ocorrida a partir de meados da década de 80.
    Também, o ex-Presidente não desenvolveu a tecnologia da corrupção que existe no Brasil. Aliás, os “ora” detentores do poder demonstram muita intimidade e expertize no referido mal feito.
    Não é de se estranhar que hoje estejam juntos dominando a chave do cofre e comandando a repartição da riqueza nacional entre si e seus “amigos”.
    Num país onde Sindicatos e agremiações estudantis são entidades “chapa-branca” devidamente financiadas pelo erário, fica a pergunta: Quem será oposição?
    Ainda somos um povo pobre de riqueza e de espírito. Mas, “acreditamos” que ficamos ricos e cultos com “Cem Contos de Réis” de um “Bolsa qualquer-coisa” e Cotas “ídem”.
    Temos Instituições podres e corruptas. Todas são e estão assim. E, por isso, presenciamos diariamente, escândalos após escândalos, promovidos por “autoridades” que passam impunes e são quase canonizadas como se fizessem o bem por nos roubar cinicamente.
    Eles nunca saem do poder. É quase que de pai para filho. Apenas saem dos holofotes por conveniência própria e com a conivência de muitos. E se prestarmos bem a atenção: TODOS estão sempre juntos para votar um IMPEACHMENT contra nós.

    Responder
  71. 82 Pedrão 19/05/2012 1:04

    O plano collor vazou apenas para os ricos, os partidários, chegados… que tiraram o dinheiro da poupança e compraram imóveis ou móveis. Já os pobres e os que não souberam, os humildes, venderam e aplicaram na poupança. que após, sobreu o maior golpe , que qualquer ditadura militar que se preze jamais faria isso com os pobres.

    Responder
  72. 81 Edmar Paulo 18/05/2012 22:52

    Papo Furado! A imprensa o colocou lá e após isso, o Collor não a obedeceu! Aí tiraram-no de lá! O resto é balala prá boi dormir! A coisa é distante pro povão! Uma pena!

    Responder
  73. 80 onivaldo 18/05/2012 22:22

    Salve o collor,sem ele e sua infeliz decisão o Brasil estaria falido, lembrem-se que não deixaram ele terminar o que ele teria em mente, induziram o povinho que ele estava roubando o dinheiro do povo.

    Responder
  74. 79 Antonio Carlos Marino 18/05/2012 22:11

    Estive nas ruas na epoca para protestar contra Collor. E inadimissivel esse cara-de-pau ainda estar na politica. E a pior imagem que vi na minha vida é o mesmo estar ao lado de Fernando Herinque e nossa Presidenta. O povo Brasileiro foi traido por todos os partidos politicos poque provaram mais uma vez que fazem parte da farinha do mesmo saco, Nunca mais que votar na minha vida e tenho muita vergonha de ser Brasileiro. Porque somos uma cambada de frouxos.

    Responder
  75. 78 haroldo rangel 18/05/2012 21:46

    Com Collor tinhamos só o P.C. Farias, no campo das propinas no congresso nacional, o famoso percentual sobre as obras que vão para os parlamentares que conseguem aprovar as emendas, favorecendo 0s prefeitos com os quais os parlamentares mantem relacionamento de apoio e divisão dos ganhos ilicitos. Senhores pensem, quanto custa uma campanha para prefeitura de um
    municipio de aproximadamente 500.000 habitantes? Reflitam o macaco estava certo!, eo P.C. Farias estava errado

    Responder
  76. 77 Rose 18/05/2012 21:43

    Depois de 20 anos as pessoas formadoras de opinioes ainda não têm coragem de admitir que Fernando Collor de Melo foi um divisor de águas nas mudanças do país. Ele foi muito corajoso em tomar medidas que poderiam voltar contra a si próprio.
    Lembro que não houve um seguimento organizado desse país que moveu o que pode para incrimina-lo e mesmo com todo esforço ele foi absorvido de todas as acusações. Quando na época das denúncias foi um grande bombardeio na mídia e quando da absorviçao, foi apenas uma notinha para que a sociedade não fizesse uma análise fria para perceberem que foram vítimas de uma lavagem celebral, tanto que até hoje estão sob esse efeito.
    Fernando Henrique só pode realizar o plano Real depois das medidas de Collor e os governos Lula e Dilma, só tem seguido o que deram certo da herança dos presidentes Fernandos.
    O resto nos últimos 9 anos é populismo total.
    Um dia, esse país irá reconher que JK, Collor e FH foram os maiores revolucionarios da história política do Brasil.

    Responder
  77. 76 esdras 18/05/2012 21:18

    isso é para o colunista que publicou essa materia..colega se hoje collor de mello se candidatar ao governo de alagoas ou ao senado so basta ele anicioar a sua candidatura no ultimo dia possivel que manda a lei.e te garanto que ele se eleja sem prescisar de pedir ou implorar por votos,pois collor não tem eleitor TEM É UMA LEGIÃO DE FÃS………e tu colunista é um bobo procura cuidar da tua vida ,deixa a dos teus semelhantes em paz,se algem sofreu nesse pais com a traiçao foi collor ,eu no lugar dele tinha era dissolvido o parlamento e cassador todos aqueles corrupitos da epoca dele.

    Responder
  78. 75 Grehs 18/05/2012 21:13

    O governo COLLOR foi um ATRASO ao País. Os brasileiros perderam uma ótima chance de eleger Leonel Brizola, um político de verdade, e que daria um novo impulso ao Brasil. Infelizmente, agora temos que conviver com esses bando de oportunistas que sugam os cofres públicos, cada vez mais descaradamente, pois sabem que não irá acontecer nada a eles.

    Responder
  79. 74 Vanessa 18/05/2012 21:03

    Ele nos deu tanta lição do que não fazer e mesmo assim, depois de 20 anos, o governo não aprendeu!

    Responder
  80. 73 Edvaldo 18/05/2012 20:57

    A economia estava com sérios problemas devido a incmpetência de governos anteriores, desde a epoca dos miltares que travaram o desenvolvimento do pais, chegando aquela situação insustentavel, que no governo Sarney so fez piorar, allias, tudo o que este senhor fez ate hoje foi sempre em beneficio proprio e de seus familiares e amigos. Poerm no governo Collor foi a derradeira atitude de um governo irresponsavel, que levou muita gente a miséria, a situações desesperadoras, alguns praticando ate o suicidio. Não entendo como o povo de Alagoas ainda elegeu este cidadão, alias até entendo, quando me lembro de outros eleitos, inclusive do meu estado..

    Edvaldo – SP

    Responder
  81. 72 ALBERTO ANDRADE 18/05/2012 20:36

    Se hoje o Brasil é o que é, tudo foi possivel na era Collor. Empreendedor – Dinamico – Voraz – Visão do poder que o Brasil poderia exercer junto as maiores potências, e o fez, nos demonstrando que o BRASIL é uma grande poténcia. Os dados deixam claro.
    Se hoje, elle voltasse, poderia dar fim as mazelas reinantes nos bastidores da cultula que se diz governistas. Volta COLLOR

    Responder
    • Michel 21/05/2012 11:28

      Pode faltar segurança pública, saúde e educação, mas no Brasil de hoje duas coisas não faltam:
      Humoristas.
      E ufanistas.

    • Lucas 19/05/2012 20:13

      Cara, você não entendeu nada!

    • Silvia 18/05/2012 21:00

      É para rir ou chorar da sua colocação???

  82. 71 Rafael 18/05/2012 20:28

    Eu achei a análise fraca. Parece que tudo o que aconteceu de bom no Brasil aconteceu pelo exemplo negativo do Collor. Não foi bem assim. A corrupção não melhorou, a amarra governo-congresso gera mais malefícios que benefícios, tivemos vários anos de “engavetador geral da república” pós Collor…e algumas coisas que ele fez, como a abertura da economia, ainda que atabalhoada, gerou benefícios, como quebras de alguns oligopólios tradicionais, e serviu de base pra entrada de investimento estrangeiro que segurou, mais tarde, a implementação do Plano Real. Precisamos, 20 anos depois, de uma análise mais racional que passional. Isso ajuda a reconhecermos o impeachment como a melhor alternativa da época e ainda assim entendermos que a era pós impeachment não foi tão melhor assim…a classe política não reagiu se moralizando, mas protegendo suas falcatruas de forma mais eficaz

    Responder
    • antonio 20/05/2012 10:52

      Bom! Gostei!

    • Sávio 20/05/2012 8:23

      Concordo 100% com Rafael.

  83. 70 Silveira 18/05/2012 19:57

    No meu comentário faltou dizer que o Plano Real fechou, com chave de ouro, um processo que começou lá atrás com as medidas ditas impopulares executadas pelo sr Fernando Collor de Mello. Só não viu quem não quis.

    Responder
  84. 69 marcello sturba 18/05/2012 19:50

    compartilho com os leitores que tiveram a oportunidade de morar em países desenvolvidos onde existe honra, moral, JUSTIÇA, vergonha na cara a sensação de solidez organizacional que afasta sentimentos de raiva pelos trocentos mil processos denunciados de políticos impunes e sim traz tranquilidade e confiança no destino dos impostos ( justos) pagos aos governantes. Onde pessoas que retiraram o dinheiro público sem autorização ( falo assim porque a palavra que gostaria de escrever retiraria meu texto de publicação) iriam para locais fechados com grades ou seriam condenados a pena capital onde a família paga a bala utilizada. Pessoas como o da matéria acima jamais estariam ainda no comando do país. mas eles são o reflexo do povo, é como querer fazer uma deliciosa laranjada com laranjas podres.

    Responder
  85. 68 marcello sturba 18/05/2012 19:38

    às pessoas que já tiveram o prazer de sentir o que é estar em um país sério e respeitoso com seus cidadãos como Canadá, EUA, Alemanha, China, Japão, Inglaterra, Portugal, etc, etc, etc compartilho o enorme prazer de sentir latente na população e no governo itens como JUSTIÇA, MORAL, ÉTICA, ORGANIZAÇÃO, VERGONHA NA CARA, HONRA. A sensação de ver um ladrão do dinheiro do povo na cadeia, de verdade, ou sendo condenado à morte com a bala paga pela família é um prazer e sentimento de solidez organizacional fora do comum, nos sentimos seguros, respeitados, dentro de uma pátria que enfim faz com que os bons sejam valorizados, aqui uma pessoa como o citado nesta matéria continue a fazer parte da mega elite do governo, decidindo, votando , influenciando, armando as mais variadas manobras sabe lá para quem ser beneficiado. Mas eles são reflexo do povo, é como querer fazer uma deliciosa laranjada com laranjas podres, não vai sair nunca, então a receita é simples, educar, educar, educar, e formar cidadãos para que quando todos esses se forem a nova geração que está começando ir para a escola agora faça aprte de um novo governo sério.

    Responder
  86. 67 Silveira 18/05/2012 19:35

    Olha, é muito fácil criticar o Collor por tomar as medidas impopulares que tomou para debelar a inflação (Plano Collor). Mas se “elle” não tivesse a ousadia que teve como estaríamos hoje? Com certeza com uma inflação de mais de 1000% ao mês, levando dinheiro em carrinho de mão como se fez na Alemanha naqueles tempos difíceis (pós guerra). Hoje, com certeza, graças aquelas medidas duras para todos, como que um freio repentino de arrumação num ônibus lotado ou a amputação traumática de um membro gangrenado para evitar uma infecção generalizada de um corpo, os seus detratores têm um vida tranquila financeiramente e podem demonizá-lo. Menos senhores.

    Responder
  87. 66 juarez 18/05/2012 19:15

    Eu creio que mudou muito,em termos de faixa salarial.fazendo uma compação com a classe média da época.
    Exemplo:Um supervisor de produção,um mecanico,ferramenteiro,um Analista Financeiro na época tinha um carro Top, ou seja um Monza zero na garagem.No meu caso para pleitear no mercado uma vaga de Analista Financeiro,pediam 5 anos de experiência e nível superior somente.Hoje,além da experiência, tem que ter ,MBA,inglês,espanhol ,mandarim.Um carro bom hoje na minha opinião,uma Chevrolet Captiva,um IX 35,raramente a classe média possue.
    A classe média da época ganhava 15 a 20 salários mínimos,houve automação nas empresas e essa classe acabou.MINHA OPINIÃO.

    Responder
  88. 65 camilo 18/05/2012 19:13

    Vale lembrar que ele fez o serviço sujo.o pais estava falido se ele não tivesse feito o que fez o pais não teria como se recuperar.o plano real só deu certo porque nossa economia estava mais saneada.

    Responder
  89. 64 rafael 18/05/2012 18:59

    Na era pré collor, sob o governo do coronel Sarney eu trabalhava em uma empresa que teve todos os seus computadores tailandeses tomados em uma busca feita pelo Serviço Nacional de Informação(SNI). Isso porque a importação era proibida mas os equivalentes nacionais eram um lixo, a saber: um tal de ItauTec e outro chamado Cobra, que usavam um sistema operacional chamado SiSne. Eram péssimos. Tudo mal chupado dos americanos. Chegaram até fazer um clone do Machintoch, que deu um processo medonho. Assim, a industria nacional de computadores, de tecidos e automóveis não podiam importar tecnologia, o que gerava as “caixinhas” aos políticos. O Brasil era uma republiqueta, simplesmente não conhecia “economia de mercado” . Collor trouxe a lei da concorrência.; ganha quem vende mais barato. Sacrificou-se mas acabou com as “caixinhas” e com os nefastos tabelamentos. Até eu, apesar de ter curso superior, era atrasado. Ele me reciclou.

    Responder
  90. 63 raquel edite 18/05/2012 18:58

    eu sou do tempo em que a juventude falava alto nas ruas ,jogando na cara as politicagens do nosso tão sofrido país muitos foram mortos e torturados sem contar dos que ninguem sabe do seu paradeiros .não gostaria de ver que a morte dele tenha sido em vão vendo que tipo como F C de melo ainda está vigiando o galinheiro .voces jovens lembrem-se daqueles que ainda choram por seus filhos desaparecidos pelos colos de melos que infelizmente o povo de nossa nação tem a memória fraca.

    Responder
  91. 62 Ernesto da Silva 18/05/2012 18:54

    Forças ocultas derrubaram o Collor como fizeram com Jânio, única diferença é que o Jânio tentou virar a mesa com sua atitude tomada, se deu mal.O Collor tentou não repetir o erro do Jânio e ficou, tiraram ele, se deu mal do mesmo jeito.

    Responder
  92. 61 Al 18/05/2012 17:37

    Vale lembrar também, se não fosse o Color tomar medidas impopulares sabe-se lá como viveríamos hoje. Isso ninguem fala. As piores medidas para conter a inflação foram tomadas por ele, e o pessoal não lembra disso. Quem veio usufruir desses beneficios foram os presidentes posteriores. Quero ver algum Presidente tomar medidas impopulares…?

    Responder
  93. 60 lucas 18/05/2012 17:28

    Fracasso do Collor? Quem colocou o cara foi a imprensa. Quem tirou o cara foi a imprensa. Portanto fracasso do Brasil. Que continua fracassando. Só vai mudar depois que fizer a lei da mídia. Enganam a maioria dos brasileiros, porém, os mais estudados não. Educação urgente.

    Responder
  94. 59 Ernesto da Silva 18/05/2012 16:57

    Eu me dei bem com as maluquices do Collor, consegui comprar minha casa no governo dele após entrar com mandato de segurança e desbloquear a poupança.Como dizia meu Pai, Governo bom é aquele em que vc consegue avançar na vida mesmo que somente com seu esforço.Portanto desde que comecei a trabalhar em 1968 eu avancei em todos os governos militares ou civis graças ao meu esforço pessoal.

    Responder
  95. 58 Silveira 18/05/2012 16:49

    O que os comentaristas não tocam é na grande questão da época sobre a inflação que estava indo para três dígitos- Como estancá-la? Coube, na minha opinião de leigo, àquela maluquice do Collor do sequestro das finanças, como outros países fizeram nas mesma circunstâncias, Japão, Alemanha,como exemplos. Reduzida à índices menores,( mas não absolutamente contida), criou-se as condições para a urv e, finalmente , o Plano Real (Itamar como presidente). Certo ou errado? Responda algum economista.

    Responder
  96. 57 ROBERTO Cardial da rocha 18/05/2012 16:48

    GRANDE PRESIDENTE, AO ASSUMIR A PRESIDENCIA . O BRASIL TINHA INFLAÇÃO EM TORNO DE 100%, RESERVA CAMBIAL PERTO DE 0(zero) ACABARA DE SAIR DE UMA MORATORIA UNILATERAL(PAROU DE PAGAR DIVIDA EXTERNA) RESERVA DE MERCADO DE INFORMATICA E AUTOMOBILISTICA. AO SAIR DEIXOU RESERVA CAMBIAL DE 25 BILHOES DE DOLARES. DEVOLVEU A POUPANÇA DENTRO DO PRAZO ASSUMIDO.
    SE O BRASIL HOJE ESTÁ ONDE ESTÁ FABRICA DA HONDA TOYOTA COMPUTADOR BARATO ETC DEVE-SE AGRADECER A POLITICA DE ABERTURA QUE ELE E SUA EQUIPE
    ECONOMICA IMPLANTOU COM ZELIA CARDOSO E O GRAnde marcelio marquesa moreira.
    COLLOR SÓ SAIU POR MANOBRA DO PMDB E PT. E PERTENCER A UM PARTIDO NANICO.

    Responder
  97. 56 Souza 18/05/2012 16:45

    Por pior que seja a Política, ela é necessária e a melhor maneira de aprendermos a lidar com suas mazelas é ter uma boa formação educacional, é aprender a questionar, ler nas entrelinhas, não acreditar em um político apenas por seu discurso. Precisamos levar a questão política sério e escolher nossos governantes com responsabilidade. E o exercício da cidadania é feita no dia a dia quando vou além do que meu professor fala, quando questiono o padre ou pastor da igreja na qual congrego, quando percebo que meu chefe pratica mandos ou desmandos, quando recuso algum benefício por ser ilícito.
    Praticando a gente chega lá…

    Responder
  98. 55 Rodrigo 18/05/2012 16:44

    Texto brilhante! Tenho 35 anos, e am 1992 precisamente em abril, obtive meu primeiro emprego com a tão sonhada carteira assinada. Lembro-me de absolutamente de tudo que ocorrera naquela época!

    Responder
  99. 54 GIZELDO GOMES DA SILVA 18/05/2012 16:25

    A muito dificil fazer comentario sobre pessoa, principalmente se estas pessoas não tiver Deus no coração. Hoje todos aqueles que comandaram o impedimento de Color estão no governo. Todas aqueles que mataram soldados brasileiros, também estão. A presidente atual esta acabando com o nosso pais. Com imposto altos, tirando de quem trabalha para dar a quem não trabalha. Buscando uma verdade que não existe. E quebrando um acerto que houve com a anistia. Tanto um terreno enorme ao ex presidente para fazer sua onge.
    Até quando nos brasileiros vamos suportar isto. Deus salve o Brasil.

    Responder
  100. 53 Mariza 18/05/2012 16:17

    Esse texto não nos trouxe nenhuma novidade. A corrupção e a falta de ética já fazem parte da cultura brasileira. Ser honesto nos dias de hoje é ser motivo de piada e de risadinhas debochadas. O motivo pelo qual o Collor foi “chutado” do Planalto é o mesmo praticado por todos os seus sucessores. Este é o país da corrupção, da pouca vergonha e da safadeza política!

    Responder
  101. 52 Hildebrando Dias dos Santos 18/05/2012 15:18

    “Concordo” com o Lailton Araujo,

    É preciso quebrar os ovos para fazer o Omelete.

    Não fosse a forma heterodóxa das ações, do governo Collor e a forma ortodóxica dos caras pintadas, o Brasil ainda estava prisioneiro aos interesses das elites “políticas” aos patrões concentradores de riqueza e renda, a um salário mínimo de menos de 60 dólares, a um atrazo de 30 anos de tecnologia e um enorme ìndice de desemprego
    Agora, uma nova geração de empresários está surgindo, com uma nova mentalidade, onde a relação Capital x Trabalho, ganha nova atitude. Será que se não tivesse quebrado os ovos terímos o omelete, que estamos vendo?
    O povo está melhor alimentado, com melhor acesso a a educação, melhor acesso a tecnologia, com melhores condições de moradia, mesmo aqueles que estão nas Favelas. E o que é melhor, quase pleno emprego!
    O BRASIL NÃO É MAIS O MESMO!

    Responder
    • igor 19/05/2012 2:47

      Existe outro Brasil em algum lugar que nao sei?

  102. 51 JAMIL 18/05/2012 15:17

    Se collor não confiscasse estariamos comendo dinheiro;pois ninguem plantava nem criava.
    só queria especular(FOI UM MAL NECESSÁRIO).QUANDO CHAMOU NOSSOS CARROS
    DE CARROÇAS MELHOROU RÁPIDO NOSSA FROTA.Hoje descobrimos que dinheiro tem
    que gerar TRABALHO.

    Responder
  103. 50 paulo figueiredo 18/05/2012 15:00

    lembro amigos, que ainda somos um pais de terceiro mundo,pois a corrupção e roubalheira continua… para isso precisamos melhorar nosso voto e deixar estes
    ladroes da saude, educação, e terceira idade, para tras. HOJE EDUCAÇÃO É TUDO.
    vamos saber votar e COBRAR para deixarmos de nos brasileiros, vender nossas ALMAS aos estrangeiros. OBRIGADO BRASIL.

    Responder
  104. 49 David 18/05/2012 14:54

    Milhões de comentários poderiam ser postados aqui e todos terem lógica, no entanto, uma coisa é absolutamente certa: a maioria da população brasileira só não rouba por falta de oportunidade.
    Há muito tenho observado e analisado isso. Uma nação que não passou por uma revolução sangrenta não pode ser levada a sério por que o ser humano só anda na “linha” se tiver medo.
    Se não houver nada que lhe meta medo, muito, muito dificilmente essa maioria será honesta.
    Nós humanos nos consideramos os “tais” em relação às outras espécies, mas não somos, não. Somos, sim, um pouquinho inteligentes, mas é só. No resto continuamos animais como todos os outros. Aqui no Brasil basta dar bolsa isso, bolsa aquilo, futebol, e carnaval ao povo, e “vamo” roubar (desculpem-me os políticos, “desviar”). Antigamente o que metia medo do indivíduo era o perspectiva de “ir para o inferno” se cometesse algum “pecado”. Hoje ninguém mais acredita nisso, ou melhor, não acredita nem em Deus, ou melhor ainda, cria o seu próprio deus à sua imagem e semelhança, o qual lhe permite tudo. Até a hora em que um asteróide exterminar essa espécie de dinossaurinhos. Será que atingiremos, como espécie humana, a maturidade?

    Responder
  105. 48 Francisco 18/05/2012 14:50

    Excelente artigo. Esse louco só não destruiu a nação porque o tiraram de lá. Pena que continua na política, o que não deixa de ser absurdo! Concordo também com o comentário do Fabiano sobre Itamar Franco. Mais conhecido pela volta do fusca e outras pérolas, ele foi o presidente que acabou com a inflação, estabilizou o país e o recolocou nos eixos após um governo desastroso. A história precisa fazer justiça a biografia de Itamar, um dos grandes presidentes que o Brasil teve.

    Responder
  106. 47 Osório 18/05/2012 14:40

    Icandre, a deposição de Collor foi o maior engodo que essa nação já foi vítima. Collor perto de FHC é um estudante na arte do “jogo político democrático*” e perto de Lula e seus comparsas, elé é simplesmente um anjo. Acontece que as pessoas, como o jornalista que assina a matéria, estão tão acostumadas com os descalabros, que a forma descarada com que se faz política nesse país passa a ser normal, nada escandalosa.
    * jogo político democrático: expressão utilizada pelos políticos e pela imprensa em geral para classificar a política exercida com o objetivo único de perpetuação de indivíduos ou partidos no poder. Forma de fazer política onde os meios (qualquer um) são justificados pela necessidade de manutenção do poder. Nesse tipo de jogo, as matérias de interesse coletivo nacional são colocadas como moeda de troca com relação aos interesses individuais ou partidários.

    Responder
  107. 46 ANÍBAL DOS SANTOS FILHO 18/05/2012 14:35

    Só de ler o nome deste moço, me causa nojo!

    Responder
  108. 45 JORDÃO 18/05/2012 14:17

    POR QUE O VOTO AINDA É OBRIGATÓRIO, SE VIVEMOS NUMA DEMOCRACIA, NÃO DEVERIA SER OBRIGADO A VOTAR NESSES “PARLAMENTARES”.

    Responder
  109. 44 alberio 18/05/2012 14:05

    20 depois desse fato historico para o brasil ainda temos collor como um grande lutador pois ele soube combater os marajas da epoca

    Responder
  110. 43 Márcio Aparecido da Silva 18/05/2012 13:50

    É revoltante demais! É muita cara de pau de um “elemento” como o Fernando Collor , fazer esta sacanagem toda que fez com o nosso país há exatos 20 anos. Como é que ele tem coragem de continuar mostrando a cara publicamente depois de tudo que aprontou?! Era pra este sujeito estar escondido debaixo da cama de tanta vergonha, mas já que vergonha na cara é o que ele não tem, o que se pode fazer? A quem devemos recorrer? Cadê a justiça deste país? Quando enfim ela vai começar a existir? Ele mesmo prometeu na época do impeachetman que nunca mais voltaria à vida política, e no entanto… Ele se aproveita pelo cidadão brasileiro ter memória curta, mas eu me lembro muito bem que ele prometeu isso. Lembro-me como se fosse ontem.

    Responder
  111. 42 João Aberto Afonso 18/05/2012 13:41

    A verdade é uma só:- Collor caiu porque não soube como comprar os membros do Congresso, tal como o fizeram Sarney, Fernando Henrique e Lula. Enfim, com exceção do Itamar Franco, todos são farinha do mesmo saco, tanto que, inimigos do passado, hoje trocam beijos calientes, coisa que a Dilma não vem fazendo. Muito pelo contrário, tem sido irreparável em seu proceder, o que me leva a crer que entrada para a nossa história como exemplo de dignidade.

    Responder
    • Aluizio 18/05/2012 22:44

      Com toda a desgraceira, Fernando Henrique e Lula foram importantes noprocesso, o primeiro na estabilização econômica e o segundo na distribuição de renda. Itamar Franco sim, irretocável. Infelizmente com relação a nossa presidenta, no primeiro ano de seu governo entendi as dificuldades e o contingenciamento de 50 bilhões no orçamento, entretanto, neste ano, repete a dose com um corte maior ainda de 55 bilhões, atingindo mais de 1 bi na educação e mais de 7 bi na saúde. Muitas outras áreas sociais foram atingidas, mas a saúde, não poderia, não tem explicação plausível, e, a seguir, anuncia com pompas um pacote de 60 bilhões para a indústria. Sinderamente… perdi a fé…

  112. 41 francisco rangel 18/05/2012 13:31

    Portanto na sua visão ainda temos que agradecer a este senhor pelo seus malfeitos.

    Responder
  113. 40 Julío Cesar 18/05/2012 13:29

    Todo escandalo é desmascarado, mas poucos darão a cara a tapa!! quero ver um COM “AQUILO ROXO” PARA DIFUNDIR E, AVALIAR EM PORCENTAGEM OS COMENTÁRIOS DOS BRASILEIROS ACIMA E PUBLICAR EM MÍDIA; DESTES COMENTÁRIOS ACIMA, FAÇO DELES AS MINHAS PALAVRAS…A FAVOR DO SR. PRESIDENTE FERNANDO COLLOR DE MELLO…TENHO HOJE A BOA INFORMATIZAÇÃO, UM CARRO COMPLETÍSSIMO (NÃO BRASILEIRO INFELIZMENTE) CELULAR DE ÚLTIMA GERAÇÃO ENTRE OUTROS E UM PAÍS MUUUUITO MAIS DESENVOLVIDO GRAÇAS A QUEM?
    A ALGUEM QUE SÓ QUER O MELHOR PARA O NOSSO PAÍS E, ERROU POR ORIENTAÇÃO DE TERCEIROS, INFELIZ DE CONFISCAR O DINHEIRO DO POVO…POR MUUUUTIO MAIS VECHAMES QUE ISTO MUITOS ESTÃO DE BOA POR AÍ EM CARGOS CHEFIANDO E MANDANDO ETC…ESPERAMOS O SR. DE VOLTA “PRESIDENTE FERNANDO COLLOR” MUITO OBRIGADO PELA SUA POSTURA E DIGNIDADE.
    Julío

    Responder
  114. 39 Fabiano. 18/05/2012 12:58

    Sempre esquecem de citar o Presidente Itamar Franco que, com sua retidão de caráter e postura no cargo, soube conduzir o País a uma rota segura. Sempre lembrando que o Pai do Real foi Itamar e não seu sucessor.

    Responder
  115. 38 LAILTON ARAÚJO 18/05/2012 12:51

    E o respeito ao voto tem que ser mantido. As promessas eleitorais devem ser cumpridas. Um cargo público é um sacerdócio em prol da população. As campanhas políticas podem ser éticas e custeadas por um fundo partidário, pago pelo poder público, evitando-se as artimanhas de lobistas no governo eleito. Os políticos devem ser sérios! Os partidos políticos não podem ser confundidos com times de várzeas, onde quem manda é o bicheiro local ou o cartola do clube. Chega de falcatruas e impunidades… Deve-se dá um basta na maneira de se criar CPIs, investigar, colocar nos holofotes da mídia, cair no esquecimento e colocar-se um nariz de palhaço na cara da população brasileira. E os investigados ou culpados, voltam aos antigos ou novos cargos políticos, redimidos, lavados e rejuvenescidos pelo esquecimento. Dá vergonha ser brasileiro!

    Responder
  116. 37 Rayner 18/05/2012 12:30

    Lamentavelmente, naquela época, abrimos o mercado brasileiro de forma globalizada sem tomar os cuidados necessários para evitar a destruição de nosso parque industrial, isto acontece até hoje.
    A paridade da nossa moeda versus dolar americano 1×1 foi um desastre para nossas exportações. Vejam o exemplo do sucesso da China em desvalorizar de forma destrutiva para o resto do mundo a sua moeda o yuan na base de 7 yuan para 1 dollar americano. O desastre brasileiro industrial está aí, nossas fábricas fecharam as unidades industriais e estão vendendo produtos asiáticos, absurdos….
    O dinheiro do povo brasileiro foi confiscado e há bilhões de reais que até o momento não tiveram uma decisão final para devolução aos empresários prejudicados……os Banqueiros
    mandam neste país…….
    A fabrica onde trabalhava tinha 2.000 brasileiros atuando e exportando 70% da produção, antes da era Collor,esta fábrica mudou-se para a China e considerando a paridade da moeda brasileira prejudicou todas as exportações.A alta tecnologia não tinha mercado interno, demitiu todo mundo no Brasil e hoje emprega mais de 8.000 chineses e exporta para o mundo, inclusive para nós.
    O pior de tudo não temos hoje este tipo de fabricante no Brasil com esta tecnologia e inovação.
    Até o momento a ‘Mafia Internacional’ está transformando nosso país em produtor de alimentos, e mercado para multinacionais automotivas, etc.
    Poucas são as fabricas brasileiras que vão sobreviver.
    Chora Brasil.

    Responder
    • Marcos Trajano 18/05/2012 14:16

      A indústria é quem tem que se adaptar à realidade meu caro, o que adianta se tivermos uma moeda desvalorizada como era antes. Moeda desvalorizada só quem ganha é o empresário, o povo é quem se ferra, por mim 1 dolar devia valer 1 real, os empresários da indústria que se virasse para buscar os mercados.

  117. 36 Socorro Tribuzi Lula 18/05/2012 12:24

    Não mudou nada no Brasil.Na CPI de Cachoeira o PT junto com PMDB não vai ouvir nionguem diretamente ligado ao bicheiro.Qual do politicos hoje esetão cassados graças as investigaçoes da PF e dasd CPIs?Quase ninguém.
    Lula fez o que quis no Governo,até comprando votos com a Bolsa Familia,os seus amigos do mensalão,estão todos no Poder.
    Dilma falou da Comissão da verdade.Mas quem vai ser investigados e julgados?Ninguém dos terroristas de esquerda.Isso é verdade para quem?
    O Brasil continua com corruptos politicos fazendo tudo que quer e soltinhos.Não mudou nada.

    Responder
  118. 35 Paulo 18/05/2012 12:15

    Engraçado, hoje não se fala mais de mensalão, dinheiro na cueca, e outros escandalos que fizeram sumir(?) bilhões de reais, e a pizzaria do Cachoeira. Se Collor fose candidato a presedente teria o meu voto, pois da abertura economica, hoje temos telefones, celulares autos importados, Ele não se vendeu ao nosso” glorioso” Congresso Nacional, talvez a explicação do mensalão é a governabilidade, a que custo.

    Responder
  119. 34 Rodrigo 18/05/2012 12:11

    O presidente sai de moto
    Pelo eixão monumental
    O presidente anda a mil
    No país do carnaval
    O presidente tira fotos
    Com um índio no palácio
    O presidente sai com o Papa
    E sua corte é um esculacho
    O presidente tá no Polo Sul
    Tá jogando com a seleção
    O presidente de avião a jato
    Dá mais bandeira que doidão
    O presidente casou com uma gata
    Dispensou e casou com outra
    A gata era milionária
    Não ligou e deu a maior força
    Aí… aí… aí, ô jet-ski…
    O presidente é um lorde inglês
    Sonhando com o primeiro mundo
    Ser presidente até que é um bom emprego
    Num país de vagabundos
    Já foi marca de cigarros
    De conhaque e de cachaça
    O presidente é a maior palha
    E ainda vai virar fumaça

    Responder
  120. 33 Icandre 18/05/2012 12:05

    Será que o jornalista quis dizer que é importante governar atendendo aos interesses desse congresso que aí está? Congresso de mensaleiros, onde os partidos são verdadeiras empresas em busca dos interesses de seus membros. Moralmente Collor, ao repudiar o congresso, estava certo. Ocorre que falou e fala mais alto a força da politicalha. O que voce me diz de Lula pedindo a benção a Sarney. Moralmente falando, essa é uma boa lição que se passa ao povo? E o enriquecimento dos petistas no governo? Bem longe de uns trocados utilizados para reformar um Jardim da casa da dinda.

    Responder
  121. 32 alfred 18/05/2012 12:02

    COLLOR FEZ 3 ERROS BASICOS. NÃO AGRADOU OS BANQUEIROS, NÃO AGRADOU AS MOTADORAS DE AUTOMOTIVOS POIS SÃO 2 AREAS QUE MANDAM NA POLITICA E COMO ERA MUITO JOVEM PARA O CARGO COLOCOU A ZELIA COMO MINISTRA, AI A GLOBO E OUTROS INTERESSADOS MANIPULARAM OS ESTUDANTES E TIRARAM ELE DE LA, HOJE A SITUAÇÃO É MUITO PIOR EM MATERIA DE CORRUPÇÃO E TA TODO MUNDO QUIETINHO

    Responder
  122. 31 Selmo 18/05/2012 12:01

    Muito pertinente a visão do colunista. Muitos países tiveram que passar por guerras, inclusive, civis, para recomeçarem e a partir de uma nova visão conseguirem dar a volta por cima. Ainda bem que não chegamos a esse extremo, mas estávamos chegando perto do caos, sem empregos, com a economia esfacelada e uma inflaçao tão alta que o funcionalismo federal chegou a reinvidicar em diversas ações a reposição de perdas salariais que ficou conhecida como “plano collor”, ou seja, o reajuste de 84% relativo a inflação de um determinado mês no ano de 1992. A justiça a princípio concedeu, mas devido a avalanche de ações e o que poderia representar de gastos aos cofres públicos voltou atrás e passou a indeferir os pedidos, resolvendo por decidir do ponto de vista político e não do jurídico, resguardando a saúde financeira do Estado, já moribunda naquele momento.

    Responder
  123. 30 Cupertino de A.L.dos Santos 18/05/2012 12:00

    A chamada “elite” brasileira é notoriamente um mal sem nenhuma perspectiva de cura. É uma espécie de grande máfia. Está cada vez pior; talvez ainda pior do que a sua ancestral escravagista.
    Se a elite é incorrigível por natureza, agora, o que mais me assusta são as chamadas “grandes massas”… Será que seriam uma reserva moral neste país? O que se pode esperar das grandes massas brasileiras? Elas, generalizando-as, aparentemente, detestam política e tem pouca ou quase nenhuma noção de coletividade ou senso público, algo que, pelo contrário, desprezam
    Talvez o destino do Brasil seja equilibrar-se sempre entre a ciilização e a barbárie, sem jamais ter um papel destacado ou edificante no cenário mundial.

    Responder
  124. 29 Celso Luiz de Oliveira Santos 18/05/2012 11:58

    Parece que a lição não foi muito bem aprendida ainda: a corrupção e a roubalheira continuam as mesmas, com a única diferença que nossos governantes estão sabendo usar melhor a “blindagem”, para evitar envolvimentos a que certamente estão ligados. No caso do Sr. Fernando Collor, talvez por sua inexperiência e estilo prepotente, julgou que seria inatingível a qualquer tipo de ataque, até por conta dos resultados das urnas. Ledo engano, por que o povo, também inexperiente em eleições diretas presidenciais, teve frustrada sua expectativa. O resto já é história… Ainda tenho fé que tudo isso possa mudar, para que talvez nossos netos possam ter um país MAIS JUSTO e !!

    Responder
    • Aluizio 18/05/2012 22:30

      Muita lucidez em seu comentário… parabéns!

  125. 28 ETEVALDO VIEIRA DE OLIVEIRA 18/05/2012 11:49

    PENSO DIFERENTE DO AUTOR DA MATÉRIA.
    O GOVERNO COLLOR, COMO O AUTOR MESMO ELENCA, NÃO FOI UM FRACASSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA, MAS SIM A SUA REDENÇÃO. O QUE SERIA DE NÓS SE O MERCADO BRASILEIRO NÃO TIVESSE SIDO ABERTO? O QUE SERIA DE NÓS NÃO EXISTISSE A LEI DA IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA? O QUE SERIA DE NÓS SE AQUELE GOVERNO NÃO TIVESSE DADO UM ‘CHOQUE DE PODER’?
    É CERTO QUE A DOSE FOI EXAGERADA. A POPULAÇÃO FOI PREJUDICADA COM O CONFISCO DA POUPANÇA.
    ENTRETANTO, APÓS O AFASTAMENTO DE COLLOR, TODOS OS SEUS MAIS FERRENHOS ALGOZES FORAM DESMASCARADOS. O PRÓPRIO STF INOCENTOU O EX-PRESIDENTE.
    SAFADOS EXISTIRÃO SEMPRE. O PRÓPRIO MENSALÃO FOI MUITO PIOR QUE O CASO DO PC FARIAS. A CPI DO CACHOEIRA TAMBÉM. O PROBLEMA É QUE AGORA TODOS ESTÃO UNIDOS (CONGRESSISTAS E GOVERNO) EM ACOBERTAR AS FALCATRUAS. A IMPRESSÃO É QUE TODOS ESTÃO ENVOLVIDOS. SERÁ QUE A CORRUPÇÃO NOS PODERES HOJE NÃO É MAIOR QUE QUANDO O COLLOR ENFRENTOU OS POLÍTICOS (NÃO NOMEANDO DEPUTADOS E SENADORES COMO MINISTROS E AGINDO COM AUTONOMIA) E OS GRANDES EMPRESÁRIOS (ABRINDO O MERCADO BRASILEIRO).
    DEPENDE DA ÓTICA DE CADA ANALISTA.

    Responder
  126. 27 fernando 18/05/2012 11:48

    não me parece que foi respeitado contratos, vez que quem o sucedeu, respeitou a consituição, porem talhou parte (quase a metade) dos beneficios de quem ja estava segurado. pior: fez isso somente na previdencia dos trabalhadores, não mexendo uma virgula na previdencia do setor
    publico.

    Responder
  127. 26 Rubens Tenório Cavalcanti 18/05/2012 11:48

    Concordo com sua análise, mais não podemos deixar de creditar ao Collor a modernização de nossas indústrias, lembra-se da famosa frase ‘NOSSOS CARROS SÃO LATA VELHAS’ e eram mesmo.Isso semo contar que logo após tivemos um choque de modernidade em nossa economia.

    Responder
  128. 25 Victor Faverin 18/05/2012 11:41

    Brilhante análise, Suassuna. Estas cicatrizes nos provam que o passado foi real. Superar as crises e implementar um modelo de gestão calcado em evitar erros anteriores foi uma prova de que o país tem o poder da mobilização. Esperemos que daqui há 20 anos estas ações estejam ainda mais reforçadas e que o povo não se esqueça do que já passou. “Que você viva tempos interessantes”, diziam os chineses aos inimigos. Parece que a praga pegou o país em cheio!

    Responder
  129. 24 Celio Jorge Lasmar 18/05/2012 11:40

    O problema do Collor foi igenuidade e ambição pelo poder. A corja que tinha quebrado o País precisava de um laranja para endireitar a coisa novamente e continuar no poder sem ser desacreditada pelo povo, então lançaram o Collor como o caçador de marajás, é lógico com o apoio irrestrito dos meios de comunicação cujas liçenças são concedidas pelo Estado, já que o povo estava revoltado com os marajás (ladrões da sociedade) que proliferavam e ainda proliferam por aí afora. Mas como salvar a moeda de uma nação corroida por uma inflação nos moldes da Alemanha pós guerra? Fazendo o que a Alemanha fêz, confiscando todas as poupanças da sociedade e inciando a coisa do zero, e já sabiam que a coisa ia feder pro lado dele após esta decisão, terminado o confisco fizeram o seu impechament, e assumiram o poder novamente, o problema e que a maioria de nossa sociedade ainda não acordou, mas está acordando. Quanto ao PC, se falasse a casa cairia pra muito safado, então queimaram o arquivo.

    Responder
  130. 23 lú castro 18/05/2012 11:28

    Então a lição foi em vão, o PT faz tudo que não é pra fazer e muito maissssssssssssssss.
    Volta Collor!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responder
  131. 22 Octavio Torres ( BRASIL) 18/05/2012 11:26

    Votei em Collor, confiei nele…AMAVA ele, fiz Campanha política de graça, apenas pelo ideal de um país melhor, COM MEU VOTO, COLOQUEI ELE LÁ !!! Depois…veio a tristeza de ser TRAÍDO pelo meu Presidente da República, depois de tantos e tantos escândalos, não tive dúvidas, então com 20 anos, VIREI CARA-PINTADA, E EU RETIREI ELE DE LÁ !!! BRASIL ACIMA DE TUDO !!!

    Responder
  132. 21 Carlos N Mendes 18/05/2012 11:21

    Interessante… Eu já trabalhava quando Collor foi eleito. Lembro perfeitamente desse senhor dizendo que Lula “iria confiscar a poupança”… Bem, quando ELE confiscou a poupança, a única voz dissonante no mainstream midiático foi Lilan Wite Fibe. Pelo menos para mim, paulista que lia Folha e Veja semanalmente e assistia JN diariamente, o apoio a essa violência foi quase total. Meses depois, comecei a notar que esses mesmos jornalistas que apoiaram a maior quebra de confiança da História brasileira começaram a fingir que agiram de forma muito mais crítica a Collor (sei.. que sorte que não havia internet em 1990). O fato é: nossa mídia, uma das mais ligadas a oligarquias no mundo, achou que dava para tocar o barco do confisco da poupança, mas 2 anos depois derrubou Collor por muito menos. O que quero dizer é que provavelmente entre 1990 e 1992, Collor deve ter dito ‘não’ à pessoa errada, e pagou muito caro por isso. A maior lição que Color me deixa é que jamais devemos vender a nossa alma à ambições alheias. Ele caiu como uma luva no papel de “boneco anti-comunista”, e foi descartado como um papel higiênico usado quando tentou voar com as próprias asas.

    Responder
  133. 20 Alexandre Vieira 18/05/2012 11:12

    Também devemos lembrar que a abertura econômica do país e as “carroças” que existiam na época foram substituídas graças ao Fernando Collor. Mais: descobrimos que o PT, na verdade, tinha inveja de todos os que foram governo, incluindo os militares – pois tudo foi repetido, quando conseguiram, nos 8 anos de Lula. E continuam tentando… A cascata hoje é “marolinha”…

    Responder
  134. 19 dimas moreira 18/05/2012 11:11

    Parabéns pelo artigo! Com conteúdo histórico, coerente e claro e bem situado.

    Responder
  135. 18 tiririca 18/05/2012 11:01

    Alguém já havia feito essas reflexões? Muito bom texto. Muitíssimo bem lembrado…..

    Responder
  136. 17 rafael 18/05/2012 10:57

    O comentarista está equivocado. Foi Collor que acabou com a máfia do tecido, a máfia da informática e a máfia do carro carroça. Instituiu a lei do livre mercado, criou o Estatuto da Criança e do adolescente. Collor bloqueou a poupança, porque não haveria outra forma de corrigir as aberrações cometidas pelo governo Sarney, que mantinha inflações de 80% ao mes. Como dizer que PC Farias era corrupto, se sequer funcionário publico ele era? Corrupção é crime exclusivo a funcionário público. Collor, pelo contrário, acabou com o cheque ao portador e com as ações ao portador. Foi um moralizador e revoltou-se contra o Congresso, coisa que não há brasileiro que não se revolte, e hoje ele dá o troco: faz o que o povo gosta: tornou-se fisiológico. Nós Merecemos!!! Estude e analise a história. Não caiano conto da moda.

    Responder
  137. 16 NELSON TAVARES 18/05/2012 10:48

    Que pena que os comentarios que fazemos aqui nesse espaço do IG, que quando dizem, “Nenhum Comentario” seja o primeiro, e nos indignamos com o tema, e no calor de aceitar essa prosta de desabafo, colacamos nossa opiniao, que claro, dependendo do assunto como é esse sobre esse “elemento” que um dia ludibriou o pais com suas promessas, mas na primeira oportunidade mostrou de fato sua verdadeira intençao, sem nenhum constrangimento e qualquer consideração ou avaliação de causas e ou conseguencia foi conivente com o maior golpe contra os direitos de um ser humano, confiscando sua poupança, provocando até suicidas que no desespero se sentiram “roubados” da noite por dia, e mantendo seu “capataz” PC, com sua função de aterrorizar as empresas que eram “obrigadas” a doarem dinheiro para esse Sr sem nenhum excrupulo, esses comentarios sofrem a censura do IG, mas nao tem problema, nao sera isso que vai mudar nosso opiniao.

    Responder
  138. 15 Vitor Couto 18/05/2012 10:46

    O Brasil precisa de homens decididos como o ex presidente Fernando Collor, capaz de mudar a historia de um país, não concordo com muitas de suas decisões, entretanto é digno de elogios pela coragem de enfrentar tudo o que passou devido as suas decisões equivocadas e ainda continuar com a influência que tem hoje no senado federal; governadores, prefeitos dentre outros lideres deveriam aprender a lição da ousadia, do enfrentamento, da coragem e da competencia para decidir o futuro de seus cidadãos, aprendam com quem fez e continua fazendo história, parabens aos politicos corajossos desse pais, especialmente ao ex-presidente Fernando Collor de Mello.

    Responder
  139. 14 Aluizio 18/05/2012 10:37

    Equivocado os comentários dessa matéria ignorando a contribuição que Itamar Franco deu ao país, Fernando Henrique, e, hoje, graças ao extraordinário Ayres Britto que as noções de justiça começam a pairar de forma republicana e verdadeiramente descompromissada com interesses corporativos.

    Responder
  140. 13 alexandro 18/05/2012 10:34

    muito bom texto, na vida, as vezes coisas ruins levam a coisas boas, o ser humano aprende com seus erros!
    o collor confiscou a poupança, já a dilma a fará render menos. exemplo hipotético:
    R$ 50.000,00 a um ano rendendo a 0,5% = R$ 3000,00
    a com as novas regras 70% da selic de 8,5% fica R$ 2975
    Se considerar a TR deixa-se de ganhar mas de R$ 50,00

    é uma pena…

    Responder
  141. 12 MARIA FORTUNATO MEIRELLES COIMBRA 18/05/2012 10:32

    Fico ate hoje atonita como pode um ser como esse “Senhor” que sofreu o primeiro Impeachmant na Historia do Brasil ser hoje uma figura aceita em um local como o Congresso, esse “individuo” deveria ser banido do Brasil, como ficou anos nos EUA por varios anos como “professor” essa aula eu gostaria de assistir, foi aula de historia? Como um presidentezinho foi alvo do primeiro Impeachment da Historia? Ou aula de Economia, como arruinar um pais em 3 semanas? E parabens ao povo Alagoano, que votaram nesse senhor, toda vez que o vejo tenho certeza absoluta que no pais ainda existem pessoas acefalas, e com certeza o povo que votou nele é. Ou foram “obrigados” democraticamentes a votar nele em troca do privilegio de continuarem vivos, por se tratar de Alagoas, prefiro achar que foi o segundo caso. Infelizemente ainda teremos que “engolir” essa nefasta aparecencia arrogante por algum tempo…

    Responder
  142. 11 juarez 18/05/2012 10:31

    Por causa desse cara,em 1.991,a empresa em que trabalhava (18 anos),demitiu 1200 pessoas da área administrativa. A AUTOMAÇÃO ACABOU COM A CLASSE MÉDIA .Ex: Numa hierarquia de vagas na produção tinha:Auxiliar de Produção,Auxiliar de Fabricação,Líder,Encarregado,Supervisor e Gerente de Produção.Hoje,contrata-se um ENGENHEIRO ,e ele exerce todas as funções,numa maquina que anteriormente havia uma 150 pessoas trabalhando para se ter um produto final.

    Responder
  143. 10 Paulo 18/05/2012 10:30

    Texto nada imparcial. Eu tiraria do ar… Se pesquisarem a fundo verão que o caso mensalão envolveu mais dinheiro e muito mais fatos anti-democráticos do que o caso PC. E as intituições não funcionaram com a mesma envergadura do que contra Collor… Verifiquem…Acordem…PT, PSDB e PMDB traçaram um plano de 50 anos de poder nas costas da população QUE MAL SABIA O QUE ERA DEMOCRACIA. Nem ao menos porque estavam pintando suas caras na rua. Mais para beber e zuar na rua. “cof cof”.

    Responder
    • Silva 18/05/2012 13:04

      a mais absoluta verdade!!

  144. 9 Antonio José 18/05/2012 10:21

    Ótima matéria. Disse tudo. Lembrei quando fui às ruas de cara pintada. O Collor pediu que se vestissem de verde e amarelo em apoio, mas fomos vestidos de preto. Muitos diziam que isso não acabaria bem, e que o vazio de poder resultaria em mais um golpe militar, mas o país foi maduro e seguiu a constituição até o fim do processo de impeachment. Alguns dizem que foi por cauda da minisérie da Globo “Anos Rebeldes”, outros dizem que a juventude foi manobrada pelos pequenos partidos de esquerda (PT incluso). Mas a verdade é que nada disso tira o mérito dos brasileiros que decidiram não se calar. Olhando a juventude atual, vejo muito individualismo, comodismo e estagmação ideológica. Talvez hoje haveria uma enchurrada de mensagens nas redes sociais, mas se não houvesse multidões nas ruas, nossa voz não seri ouvida.

    Responder
    • ernani 18/05/2012 13:21

      Mesmo sendo massa de manobra, os caras pintadas iniciaram um ato cívico, muito louvável e os parabenizo, ao contrário da juventude de hoje, preocupada em encher a cara.
      Mobilização social zero !!!!!!!!!!!!!!

  145. 8 UGLopes 18/05/2012 10:20

    Entendo que os comentários tem procedência em parte!

    Agora, o Sr. Luciano não deveria esquecer o tanto o ex-presidente fêz pelo Brasil, também!

    Atacou a Autolatina, abrindo as importações, acabou com o over night, fundo ao portador etc…, que eram uma vergonha para o País!

    Não devemos esquecer que por muito menos (um veiculo Elba, U$ 5.000, um tesoreiro e uma ministra), o ex-presidente sofreu impeachment, ao passou que governos atuais por muito mais foram e estão sendo blindados, e isso não tem sido alvo de críticas e comentários.

    Façamos críticas, porém, não devemos esconder as virtudes.

    Responder
  146. 7 KOUM LEV ODEDONOKUM DUM 18/05/2012 10:19

    MARAVILHA DE TEXTO, ELUCIDATIVO, EDUCATIVO, HISTORIO, INFORMATIVO. TODO BRASILEIRO, QUE NAO TEM MEMORIA, DEVERIA DAR UMA LIDINHA NO TEXTO ACIMA, RAPIDO, EFICIENTE EXCLARECEDOR. INFELIZMENTE, OS TEXTOS MAIS LIDOS SERAO, DE DANÇARINAS QUE DANÇARAM PRA NAO SEI QUEM, POLEMICA DE NOVELA, ETC, ETC, QUE NAO MUDAM A VIDA DO INDIVIDUO.
    ESTE TEXTO DEVERIA SER LIDO EM TODAS AS ESCOLAS DO BRASIL, EM TODAS AS REPARTIÇOES PUBLICAS, E CONSTAR NOS LIVROS DE HISTORIA DO BRASIL, PARA QUE NAO FIQUE DUVIDAS DO QUE FOI O NEFASTO GOVERNO COLLOR QUE PROVOCOU A DESGRAÇA EM FAMILIAS QUE DA NOITE PRO DIA TIVERAM SUAS ECONOMIAS CONFISCADAS, E ATRAVES DO SEU “CAPATAZ” PAULO CESAR FARIAS, ASSOMBRAVAM AS EMPRESAS COM A OBRIGAÇAO DE “DOAÇÕES” PARA ESSE GOVERNO QUE COM CERTEZA FOI A MAIOR DESGRAÇA PARA ESSE PAIS, CONSEGUIU FAZER COM QUE TODO MUNDO PODERIA SENTIR ATE “SAUDADES” DO GOVERNO MILITAR.

    Responder
  147. 6 Téo Andrade 18/05/2012 10:16

    Collor não dividiu seus “ganhos” com o Congresso Nacional, aí, foi posto pra fora do poder. “Trabalhos” como os de PC Farias, existem até com maior intensidade, só q agora, o Congresso participa dos lucros, e tudo acaba em pizza !!!!!!!!!

    Responder
  148. 5 Romualdo Pontes 18/05/2012 10:01

    Esqueceu de mencionar em seu artigo que, se não fosse por Collor, jamais poderíamos viajar com cartão de crédito internacional ou comprar produtos importados no Brasil. Nem tudo foi tão ruim como o quadro que o artigo pinta. Sem falar nas carroças brasileiras, que, aliás, estão voltando, com o governo mais uma vez tentando nos impor o lixo que nossas montadores produzem e pelo qual cobram exorbitantemente.

    Responder
    • ernani 18/05/2012 13:24

      Tudo que acham que o collor fez de bom, já estava previsto acontecer independente da vontade dele.
      mercado e modernidade.

  149. 4 Anderson Colares 18/05/2012 9:48

    E ainda serviu para que o PT amadurecesse, pois a pior coisa que poderia acontecer naquela época seria o poder cair em mãos dos políticos de esquerda, que em nada estavam preparados para assumir um país do tamanho do Brasil e ainda por cima na crise que estava.

    Responder
  150. 3 Geraldo 18/05/2012 9:33

    Pelo jeito, não aprendemos nada!!!

    Responder
  151. 2 Sidney 18/05/2012 9:31

    Esse cara deveria ter sumido prá sempre das nossas vistas. É o cancro das Alagoas. Pousa de líder, mas é um político de baixíssimo naipe. De nada adianta a postura de príncipe, pois o diabo também é tido como príncipe… das trevas. O Brasil não é Alagoas, onde manda quem tem dinheiro. Seu interesse em punir a imprensa e, por conseguinte, ser um boy do PT é triste. Que bom se a idade lhe tivesse trazido sabedoria! Certamente o que move esse cidadão é apenas rancor e ódio pela imprensa, que mostrou suas estripulias no governo. Collor já era! só elle ainda não se deu conta disso.

    Responder
  152. 1 Luiz Antonio 18/05/2012 9:27

    Sr. Genio!!!

    O que o sr faria se fosse governar um país com 84% de inflação em um unico mes e tres planos economicos fracassados????
    É muito facil falar ….

    Responder
    • ernani 18/05/2012 13:30

      ô desinformado !!!!!! o que manda no mundo é o mercado, o controle da inflação foi exigência do FMI para conseguirmos mais dinheiro emprestado.
      Na história, o que vale é o legado que o governo deixa, o que a história vai contar sobre esse desgraçado não é nada agradável.
      Transfira o ontem prá hoje, a Grécia é o Brasil de ontem.

  153. ANTONIO DE ZUCA 18/05/2012 11:02

    ABSTENHA DE PUBLICAR MEU COMENTÁRIO NÃO VAMOS QUEIMAR VELARS BOAS COM DEFUNTOS RUINS.

    Responder
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios