UM SOFÁ COM PODERES MÁGICOS? | Fábio Sormani

Publicidade

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012 NBA, basquete brasileiro | 18:45

UM SOFÁ COM PODERES MÁGICOS?

Compartilhe: Twitter

Eu não havia postado ainda neste botequim a foto do sofá em que Jeremy Lin dormiu antes de ter acabado com o New Jersey Nets e ter se transformado em fenômeno mundial e criado a “Linsanity”.

Você não sabe da história? Eu conto. Eu conto porque sempre que alguém, nos dias de hoje, conta algo sobre Lin, logo desperta atenção. E não somos diferentes.

Lin chegou ao Knicks em dezembro passado. Com uma mão na frente e outra atrás. Não tinha onde ficar; ou melhor, não tinha onde ficar se quisesse ficar sozinho. Onde ficar ele tinha, tanto que ficou na casa do irmão mais novo, Joshua.

Joshua mora em Lower East Side, região que fica ao sul da ilha de Manhattan. Na casa do caçula da família Lin, um pequeno apartamento, na verdade, Jeremy tornou-se um hóspede sem direito a quarto, pois quarto não havia disponível na casa de Joshua. Jeremy dormiria em um sofá. Na sala.

No dia 3 de fevereiro, uma sexta-feira, Lin chegou do treino do Knicks exausto. O sofá onde dormia era seu objeto de desejo naquele momento. Queria desmoronar nele e descansar, porque no dia seguinte haveria jogo. E uma oportunidade a mais para, quem sabe, jogar de verdade para mostrar que era merecedor de uma vaga no elenco do time nova-iorquino.

Até então, Jeremy Lin mal entrava em quadra. Quando entrava era para ficar cinco, seis minutos. Por conta disso, mal pontuava, mal pegava rebote, mal dava assistência, mal roubava a bola de alguém. Estava indo de mal a pior.

Mas Jeremy não perdia a esperança. Minha hora vai chegar. E por que não no dia seguinte, contra o New Jersey?

Mas ao entrar no apartamento do irmão, onde era apenas um hóspede, viu que o sofá que ele queria desabar e dormir estava tomado. Algumas pessoas estavam sentadas nele e não iriam desocupá-los tão cedo. Havia uma festa na casa de Joshua e Jeremy não sabia. Assustou-se. Caramba, eu preciso descansar e dormir bem, pensou ele.

E o que Jeremy fez? No desespero, ligou para seu companheiro de time e melhor amigo, Landry Fields, que mora em White Planes. Não tenho onde dormir; posso dormir aí?, perguntou. Fields disse: sim, claro que dá, mas tem que ser no sofá da sala.

Que ironia, novamente num sofá da sala…

Jeremy pegou suas coisas e se mandou pra casa de Landry Fields, aquele que joga com a camisa 2 e que Spike Lee usa quando está no Madison Square Garden torcendo para o Knicks.

Cansado, ao visualizar o sofá marrom, respirou aliviado. Tenho onde dormir.

No dia seguinte… Bem, no dia seguinte Jeremy escreveu o primeiro capítulo de sua rica, recente e maravilhosa história com a camisa 17 do Knicks, história esta que movimenta o planeta de cabo a rabo e que está revolucionando a NBA e o time da Big Apple.

Do banco veio e tornou-se o nome do jogo contra o New Jersey ao anotar 25 pontos, dar sete assistências, pegar cinco rebotes e roubar duas bolas. Jeremy virou manchete dos principais jornais nova-iorquinos e nos principais sites esportivos dos EUA. E do mundo também — inclusive no Brasil.

O resto é história e se você também não sabe, eu conto. Conto que depois desta atuação espetacular na vitória sobre o Nets por 99-92, Jeremy não parou mais de jogar bem. E com seu jeito oriental, low profile, bem diferente das prima donas da NBA, quietinho e na dele, tomou as rédeas do time e levou-o a mais seis vitórias consecutivas. Não perdeu mais.

O New York tinha uma campanha de 8-15 e estava fora do G8. Agora ocupa o oitavo lugar com um recorde de 15-15 e posiciona-se dentro da zona de classificação para os playoffs.

Como se vê, o começo deste conto de fadas se dá em uma noite em White Planes. Em um sofá marrom da sala da casa de Landry Fields.

Um sofá especial? Não sei, mas se Jeremy continuar contando sua história com a mesma rapidez e riqueza com que vem contando, este sofá valerá uma fortuna no futuro.

Fosse eu Carlos Nunes, o presidente da CBB, compraria este sofá. Pagaria o olho da cara se fosse preciso. E lá faria os jogadores da nossa seleção dormir. Uma noite pra cada um, num revezamento bem montado. Levaria o sofá para Londres também, por conta das Olimpíadas, em julho próximo.

Nossos jogadores continuariam dormindo nele em solo londrino. Dia após dia, noite após noite.

Se este sofá tiver mesmo poderes especiais, quem sabe o Brasil não consiga uma medalha olímpica?

Seria um sonho.

(Abaixo, o sofá da sala da casa de Landry Fields, onde Jeremy Lin dormiu na noite que antecedeu a partida contra o New Jersey Nets)

Autor: Fábio Sormani Tags: , ,

14 comentários | Comentar

  1. 14 Cassio 18/02/2012 12:04

    Lin perdeu, buáááá!

    Responder
  2. 13 Lucas Ottoni 18/02/2012 10:40

    Acabou a invencibilidade do Lin, Sormani.

    O time dele perdeu para o Hornets, em pleno Madison Square Garden. Lin fez 26 pontos, mas errou demais (9 TO!!!), foi fominha em vários lances e levou uma aula do Greivis Vasquez de como se passa a bola para os companheiros em posição de “chute”. Vasquez distribuiu 11 assistências, mais que o dobro do Lin. E cometeu 3 vezes menos erros que a estrelinha do Knicks. O fato é que o Lin se sobressai nessa bagunça que é o Knicks. Ali vale tudo. O garoto pode errar à vontade e chutar 50 bolas por jogo, que não tem problema.

    E foi o meu Hornets, time com pior campanha no Oeste, quem mostrou ao Lin o amargo sabor da derrota. Acho que ele ainda tem muito o que aprender para se tornar um grande jogador. O fato de jogar em NY e de a NBA alimentar o mito para vender camisetas têm encoberto os defeitos do jogo do garoto. E não são poucos. Ainda precisa trabalhar muito para ser toda essa estrela que vocês pintam precocemente. E eu torço para que ele chegue lá. Torço mesmo. O garoto é batalhador e merece. Mas ele ainda tem um longo caminho a percorrer. Muito longo.

    E foi bom demais o Knicks ter levado essa lição do New Orleans. Assim, essa histeria desenfreada acaba, pelo menos por alguns dias. Nós, fãs do New Orleans, somos imunes a essa tal de “Linsanity”… rsrsrs

    http://brazilianhornet.wordpress.com/2012/02/18/uma-noite-insana/

    Abço!

    Responder
    • Fábio Sormani 18/02/2012 12:18

      Lucas
      Além de vc, acho que o Trapizomba deve ter tomado todas em LA com a derrota de Jeremy Lin.
      Abs.

  3. 12 Patrese 18/02/2012 4:55

    Sormani invejo sua calma e paciencia para responder as mesmissimas perguntas sobre lin e melo dos caros particitantes do espaço, aja vista voce ja ter respondido mil vezes sobre os mesmos, e ainda assim são repetidas a exaustão a cada post seu,
    abraço e da-lhe maracujina.

    Responder
    • Fábio Sormani 18/02/2012 12:17

      Patrese
      Faz parte; obrigado.
      Abs.

  4. 11 Felipe Piazentin (Blog Planeta Cesta) 18/02/2012 1:38

    Lindo texto Sormani, mas acho que Lin voltou para a casa do irmão, ou então o sofá não está mais tão confortável, afinal, ele desperdiçou 9 bolas (5 nos 10 primeiros minutos) e o Knicks perdeu para o fraco New Orleans Hornets, em casa, por 89 a 85.

    Fábio, vc acha que o Lin é “para sempre” ou essa boa fase tem “data de validade”?

    Abraços e novamente parabéns pelo lindo texto.

    Responder
    • Fábio Sormani 18/02/2012 12:16

      Felipe
      Não posso te responder isso. Espero que seja para sempre.
      Abs.

  5. 10 arnaldo 18/02/2012 1:34

    sormani,
    não acha mto estranho o beasley jogando tão pouco tempo? desde que voltou da contusão tem sido assim.
    acho que vai ser trocado, não acha não?
    e o pekovic tá arrebentando hein… ficaria um timaço com o garrafão forte e rubio e beasley!

    Responder
  6. 9 Thiago Knicks 17/02/2012 22:14

    Sormani,
    mais um fominha no time dos Knicks: J.R. Smith foi contratado. Tomara que seja pra ocupar os minutos de Bill Walker que é bem fraquinho. Mas se começar a olhar só a cesta como Melo, melhor ficar vendo o jogo do banco.
    abs

    Responder
    • Fábio Sormani 17/02/2012 22:33

      Thiago
      Concordo: mais um pra tirar espaço do Lin em quadra.
      Abs.

  7. 8 Daniel 17/02/2012 22:12

    Hj Jordan, o maior de todos, completa 49 anos. Sugiro um post em sua homenagem, ainda mais vc Sormani, que é fã número 1 dele.

    Cada um poderia postar seus momentos e jogadas mais marcantes desse mito.

    As minhas 2 são ele enterrando na cara de Pat Ewing, na maior jogada que ja vi na vida, enganando toda a defesa dos Knicks, e ele não me lembro contra quem, salvando uma bola que ia sair, volta pra Pip, recebe no fast break e finaliza de costas, mais uma de seus peripécias antológicas.

    Há centenas de vídeos dele com as melhores jogadas, vou postar um legal, as 10 maiores dunks, destaco a 6 e principalmente essa 2 (over Ewing).

    http://www.youtube.com/watch?v=F-VuFychut4&feature=related

    abss

    Responder
    • romario 18/02/2012 0:31

      sormani,
      essa jogada nº 1 do vídeo postado pelo daniel:
      nunca tinha visto essa jogada do jordan e sempre me perguntei pq nao tentam isso???
      acho até q o mais difícil foi o papel do pippen.

    • Fábio Sormani 17/02/2012 22:32

      Daniel
      Beleza, está feita a homenagem.
      Obrigado.
      Abs.

  8. 7 João Paulo 17/02/2012 22:08

    Sormani,
    na Bloomberg Tv, emissora de negócios,
    dedicaram um grande espaço ao fenômeno Jeremy Lin,
    destacaram que não sabem se fará sucesso na China Popular como Yao Min
    devido ao fato de seus pais serem de Taiwan,
    guardando as devidas proporções,
    o Willian José, quase artilheiro do Paulistinha
    que vem tendo um desempenho melhor que o artilheiro consagrado Luis Fabiano
    seria um Jeremy Lin do basquete ?

    Responder
    • Fábio Sormani 17/02/2012 22:31

      João Paulo
      Sim, William José é o Lin do futebol brasileiro.
      Abs.

  9. 6 Marcos 17/02/2012 21:24

    Sormani onde posso ver a tabela da NBA?? Não consigo achar em um lugar algum, queria saber os jogos de cada dia e os horários. No site eu entrei mais ta td em inglês e ñ tenho mta paciência com isso, vc pode me ajudar??
    Abs…

    Responder
  10. 5 Rogério Teresina-PI 17/02/2012 20:48

    Deus do céu claro que a foto pode passar uma impressão diferente do tamanho, mas deve ser muito complicado para um cara de 1,91m dormir num sofá dois lugares, acho que ele matou a pau o jogo pra sair dos apertos dos sofás, deve ter pensado “nossa minha vida tá uma m…., tenho que arrumar uma cama”. Fazia tempo que NYK não tinha uma aura tão boa. Go Lin, Go Knicks!!!

    Responder
  11. 4 Ederson 17/02/2012 20:20

    Sormani, que história fantástica! De repente poderiam colocar um sofá desses lá Congresso Nacional para os representantes possam coisas que venham ao interesse do povo.

    Abraço!

    Ederson

    Responder
    • Fábio Sormani 17/02/2012 20:46

      Ederson
      Essa foi boa!!!
      Abs.

  12. 3 Igor 17/02/2012 19:50

    Sormani
    De onde vc tirou essa história e essa foto???
    Landry Fields ta dormindo lá agora né???

    Responder
    • Julio 17/02/2012 23:06

      Se não me engano o próprio Landry Fields postou a foto do sofá no seu twitter pessoal.

    • Fábio Sormani 17/02/2012 20:46

      Igor
      Tenho minhas fontes…
      Abs.

  13. 2 Igor 17/02/2012 19:49

    Sormani
    Vc acha que o que vemos é um conto de fadas, um cavalo paraguaio, fogo de palha, ou vemos um armador que entrara para o nível de Rose, Paul, Deron e Rondo???
    Lembro-me do jogo NYK vs BOS, quando Melo empatou o jogo, e foi pedido tempo, mostrou o banco do NYK, com um chines vibrando pelo momento do time, e dando espaço para os titulares sentar, eu e acho que ninguém esperava que ele fosse quem é…
    Abs.

    Responder
  14. 1 ulisses da silva 17/02/2012 19:19

    sormani eu concondro com você quando você problema do Knicks é camelo mais pensei essa noite resolvei fazer essa pergunta a você com boa fase dos Knicks do Jeremy Lin o camelo pode aproveitar voltar a ser jogador que era no denver ou si ele voltar pode atrapalhar e bota tudo perder?

    Responder
    • Fábio Sormani 17/02/2012 20:45

      Ulisses
      Temos que aguardar pra ver no que vai dar.
      Abs.

  15. Fábio Sormani 18/02/2012 12:15

    Julio
    Exatamente, foi de onde eu copiei a foto.
    Abs.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios