DENNIS RODMAN, O MALUCO-BELEZA DA NBA | Fábio Sormani

Publicidade

sábado, 2 de abril de 2011 NBA | 01:07

DENNIS RODMAN, O MALUCO-BELEZA DA NBA

Compartilhe: Twitter

O Detroit Pistons levantou o número 10. A partir de agora, ninguém mais usa a camisa 10. Greg Monroe, que começou a temporada com a 10, vai até o fim. Mas depois disso, ninguém mais ousará a pedir a camisa 10.

Ela foi imortalizada. Imortalizada por um dos maiores jogadores que já pisou em uma quadra da NBA: Dennis Rodman.

Maluco, louco de pedra, extravagante, excêntrico. Adjetive Dennis do jeito que você quiser, mas, por favor, não use adjetivos elegantes e suaves. Dennis nunca fez parte desta elite. Dennis fez parte da outra elite. Dennis era maluco de pedra.

Era maluco-beleza. Nunca houve ninguém como ele em uma quadra de basquete de todo o planeta — e jamais haverá. Ele faz parte de uma casta rara, de jogadores que são produzidos a cada cometa que corta o firmamento e desce incandescente a causar estragos e espantos. E encantos.

Até Dennis Rodman colocar seus pés em uma quadra da NBA, Larry Bird, um dos maiores jogadores que o basquete já produziu, nunca tinha encontrado alguém que o diminuísse em quadra. Alguém que soubesse seus segredos. Alguém que o limitasse.

Esse alguém surgiu quando Dennis Rodman pisou pela primeira vez em uma quadra da NBA. Pergunte a Larry Bird: quem você não gostaria de ter enfrentado? Dennis Rodman é a resposta.

Jogava para o time e não para ele. “Foi o mais esperto jogador que eu treinei”, disse Tom Thibodeau, técnico do Chicago e que era assistente do San Antonio quando Dennis lá jogou. “É um herói para mim”, afirmou Joakim Noah, pivô do Chicago Bulls.

Dennis fazia múltiplas funções em quadra. Com apenas 2,01 de altura liderou a NBA em rebotes por sete temporadas. Marcou Shaquille O’Neal e seu corpanzil de 2,16m.

Nunca afinou pra ninguém. Nunca disse não a um treinador.

Foi o maior ala-pivô que eu vi jogar. Maior do que Tim Duncan, Kevin Garnett ou Karl Malone. Não olhe apenas para o jogo de Dennis, que não era pequeno. Olhe para Dennis e seu jogo mental também.

Foram poucos na história do jogo que tiveram um mental tão forte. Dennis tirava seu marcador do jogo. Dennis tirava quem ele marcava do jogo.

Fez isso com Karl Malone, Charles Barkley, Patrick Ewing, Larry Johnson e Alonzo Mourning e Shaquille O’Neal. E também com Scottie Pippen e até mesmo com Michael Jordan. E com quem aparecesse em sua frente.

Dennis fazia parte da canalha do esporte. Viveu do jeito que quis. Ninguém impôs limites a ele. Andou com grandes mulheres, como Madonna e Carmem Electra. Frequentava cassinos nas vésperas dos grandes jogos. Bebia e fumava como se fosse um adolescente deslumbrado com os encantos da maioridade.

Nunca temeu ninguém. Nem mesmo Michael Jordan. Jordan o respeitava; e admirava também. MJ sabe muito bem que sem Dennis o segundo triunvirato não teria acontecido.

Dennis, no entanto, cometeu equívocos. Seus maiores pecados foi ter vestido as camisas de San Antonio, Dallas e Lakers. Ele não tinha nada a ver com essas franquias. Dennis pertenceu ao Detroit e ao Chicago.

Que o Bulls faça o mesmo que o Pistons: aposente em breve a camisa 91. Ninguém, jamais, em tempo algum, terá o direito de usar a 10 do Detroit. E que ninguém, jamais, em tempo algum, venha a ter esse direito com a 91 do Chicago.

Elas pertenceram e sempre pertencerão a Dennis Rodman. O maior ala-pivô de todos os tempos que eu vi em uma quadra de basquete.

OBS: na foto AP, Dennis Rodman e sua filha Trinity levantando o banner com o número 10.

Autor: Fábio Sormani Tags: , ,

70 comentários | Comentar

  1. 10 ulisses da silva 02/04/2011 9:45

    sormani foi melhor pivo que já vi joga

    Responder
  2. 9 Diogo 02/04/2011 9:15

    Bela homenagem a um grande jogador, que foi um monstro apesar dos seus 6′7 de altura. Lembro dele desde os tempos dos Bad Boys em Detroit, passando pelo Spurs, Bulls e Lakers. No Spurs ele comandou o time a uma grande campanha na temporada regular, mas nos playoffs os seus companheiros não demonstravam a mesma fome de vitórias do “The Worm”, esses um dos motivos de ele não querer ficar em San Antonio. No Lakers antes da era Phil Jackson, “The Worm” foi a pessoa que ensinou aquele time (Shaq, Kobe, Fisher e Cia.) que seria Tri-Campeão o que era defesa, inclusive o time com ele em quadra tinha uma campanha de pouquíssimas derrotas. Ele foi importante no primeiro Threapeat do Lakers, mesmo sem ter sido campeão na quadra. Por isso não vejo/entendo qual seria o objetivo do comentário sobre pecado em vestir estas camisas ?!?!
    Inclusive, Sormani, vc já viu o filme da história da vida de Dennis Rodman, com narração do próprio ??? Se não, procure e veja, é imperdível !!! O filme narra a história de um garoto pobre, que não aparentava ter nenhum dote especial para os esportes, sua vida no Detroit, San Antonio, Madonna, e etc … até o dia em que ele entrou nos Bulls (essa é ótima !!!). Sormani vou terminar com a cena final do filme …” Rodman está com Krause no escritório do Bulls e tenta o convencer a assinar com o Bulls, dizendo ele, Krause, que se Rodman assinar com o Bulls terá a chance de jogar com o maior jogador de basquete da história !!! Rodman logo rebate: Mas o Magic Johnson não se aposentou ??”
    Me parece que ele sempre quis ser um Laker, e realizou este sonho !!!!

    Responder
    • Diogo 02/04/2011 15:06

      O nome do filme é: “Bad As I Wanna Be: The Dennis Rodman Story”

    • Caio Almeida 02/04/2011 10:54

      Como é o nome do filme?

  3. 8 Alex Manga 02/04/2011 9:15

    Fala Sormani!

    Eu vi Rodman desde seu começo no lendário Pistons de Isiah, Dumars, Lambier e Chuck Daly. Talvez um dos melhores e mais sujos times da história da NBA. Ou se preferir pode dizer que era um time muito duro. Rodman encarnava a alma desse time. Era o cara que fazia o serviço sujo. Pegava sempre o melhor jogador do time adversário e acabava com seu jogo. Vi Bird, Magic, MJ, Dominic Wilkens, Barkley e outros passando apuros com ele. Pode-sem dizer que foi um dos maiores defensores que a NBA já teve. Além disso fazia um trabalho de desestruração mental com seu adversário. Lembro de uma entrevista do James Worthy (craque vindo da sua North Carolina) dizendo que acordava nos dias de jogos contra o Detroit já com o corpo doendo só de imaginar as pancadas que tomaria à noite.
    Mas, apesar de respeitar muito sua opinião, não acho que Rodman tenha sido o maior ala/pivô que existiu. Tim Duncan é muito mais completo, Barkley foi monstro. E isso só para citar dois. O diferencial do “The Worm” era o show que proporcionava. Tim Duncan chega a ser sem graça de tão frio e eficiente. Parece que nunca muda sua expressão. Já Dennis Rodman era espalhafatoso. Seus cabelos sempre coloridos (ou descoloridos) eram apenas a amostra grátis do que viria. Foi um grande enterteiner da NBA. Isso sem nunca ter sido o craque do time. Essa função sempre coube à Isiah Thomas e Michael Jordan. Nem o escudeiro ele era. Esses eram Joe Dumars e Scottie Pippen. Ele era o cara que ficava na estalagem tomando conta do cavalo do inimigo. E sempre colocava espinho debaixo da sela.

    Para acabar: que rodada a de ontem! Bulls e Lakers tão matando a pau. E domingo teremos um jogão entre o Denver de Nenê e o LAL.

    Abraço

    Responder
  4. 7 naldo 02/04/2011 8:52

    excelente homenagem por parte do Detroit, um dos melhores jogadores que vi jogar na NBA

    Responder
  5. 6 Caio Almeida 02/04/2011 8:34

    Caro Sormani, a muito tempo não comento, mais todos os dias vejo seu blog.

    Há algum tempo já venho procurando algo sobre o que Dennis Rodman representou na NBA, mais sobre ele como JOGADOR e como pessoa também… Tenho 21 anos, e o pouco que sei dele é o mínimo pra ser admirado, sei que ele não era O CARA fora das quadras, mais dentro dela era sim O JOGADOR. Gostei deste post, se tiver algo a mais sobre ele para apresentar, vídeos e tudo mais queria que coloca-se.

    Parabéns novamente pelo blog.
    Caio Almeida

    Responder
  6. 5 Nairo Carlos 02/04/2011 5:20

    Posso estar errado mas de acordo com os seus criterios de “melhor”, “maior da historia” e etc o jogador deve ser o lider da equipa e nao o coadjuvante. E como ele e melhor que Tim Duncan por exemplo, que ganhou 4 titulos como o “dono” da equipe?

    Responder
    • arnaldo 03/05/2011 23:05

      ué. disse sim fabio.
      disse q ele foi o maior ala-pivô que vc viu.
      melhor q tim duncan, charles barkley e karl malone.
      vc disse

    • Fábio Sormani 02/04/2011 11:10

      Nairo
      Onde eu disse isso? Ademais, Rodman nunca foi coadjuvante.
      Abs.

  7. 4 Machado 02/04/2011 3:55

    O que dizer de um cara com a altura que ele tinha, pegar 34 rebotes em um jogo, sendo que destes 34, 18 foram rebotes ofensivos!!!
    Fantástico!!!

    Responder
  8. 3 Igor 02/04/2011 3:09

    Sormani
    É, pelo que vc fala o cara foi uma lenda, o maior ala-pivo que vc já viu, maior que Karl Malone, o segundo maior cestinha da historia.
    Estava vendo uma materia no UOL, sobre brigas na NBA vi umas muito boa e Reggie Miller estava em duas, uma com MJ e outra com KOBE. Já que Rodman era egocêntrico e ainda é, com quem ele já brigou em quadra??? E Rodman ganhou 5 títulos né??? Outra coisa Karl Malone é irmão de Moses Malone???

    Responder
    • Sidney 02/04/2011 12:30

      qual o link da matéria igor? queria ler

    • Fábio Sormani 02/04/2011 11:23

      Igor
      Primeiro: Karl Malone não é irmão de Moses Malone.
      Com respeito aos meus companheiros do UOL, a ideia da matéria foi mto boa, mas o maior incidente da história da NBA, ocorrido em 1977, não foi relatado na matéria. kermit Washington, jogador do Lakers, deu um soco em Rudy Tomjanovic que quase o matou, pois houve afundamento de malar com complicações sérias. Rudy T (que mais tarde foi o técnico que levou o Houston a dois títulos) ficou cinco meses no hospital e teve que encerrar a carreira por causa disso. Este incidente transformou-se em filme com narração de Forrest Withaker e pode ser encontrado na internet. O nome acho que é “The Redemption”. Kermit foi suspenso por 60 dias. perdeu 26 jogos. Foi uma das mais longas suspensões da história da NBA. Hoje em dia, com certeza, teria sido banido da NBA.
      Vejam a agressão neste link: http://www.youtube.com/watch?v=1k1i4Ddngg8.
      Abs.

  9. 2 javaris 02/04/2011 2:43

    boa homenagem sua !

    Responder
  10. 1 javaris 02/04/2011 1:31

    esse cara ai quando pegava pra marcar tinha pra ngm nem os 3 tres melhores jogadores pra mim que são : Magic, Jordan e Bird

    Merecido. Um puta jogador!

    Responder
  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última
  7. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios