A mulher de hoje trabalha e vota, mas ela é feliz? | Redação do Delas
iG

Publicidade

Publicidade
27/09/2007 - 10:38

A mulher de hoje trabalha e vota, mas ela é feliz?

Compartilhe: Twitter

Nós sabemos que o número de mulheres em cargos executivos vem aumentando consideravelmente nos últimos anos.

Segundo uma pesquisa feita em parceria com O Great Place to Work e a Revista Época, em 2006, as mulheres ocupavam, em média, 38% dos cargos; em 2007 esse índice subiu para 44%, sendo que 32% dessas mulheres ocupam cargos de liderança nas Melhores Empresas, contra 29% no ano passado.

O mesmo se nota em micro e pequenas, onde as mulheres, muitas vezes, aparecem como as principais empreendedoras. Mas não é todo dia que nos deparamos com empresas onde só trabalham mulheres.

É o caso, por exemplo, da Redondo Design, escritório carioca focado em design estratégico que tem um time completo de craques… do sexo feminino. São 10 mulheres, entre designers, especialistas em marketing, atendimento e área administrativa.

No entanto, formar uma empresa totalmente feminina não foi uma escolha “premeditada”. Eduarda Paternot, gerente de marketing, diz que durante algum tempo se deu preferência aos currículos de homens nas seleções. Achava-se que essa “mistura” poderia trazer um olhar diferente, um “equilíbrio” ao escritório.

No final das contas, a empresa acabava mesmo contratando mulheres, já que as candidatas realmente se saíam melhor nas entrevistas e se mostravam melhores profissionais.

“Conforme fomos crescendo, alguns homens passaram pelo escritório, mas por poucos meses. Até que a equipe ficou 100% feminina. Adaptamo-nos perfeitamente à situação. Do jeito que está, a empresa vem funcionando muito bem”, diz.

Ok, depois que recebo essa informação, chega no outlook logo em seguida uma matéria da BBC Brasil que fala que as mulheres modernas andam “menos felizes” do que os homens.

Na década de 70, essas pesquisas apontavam uma ligeria diferença a favor da felicidade da mulher em relação ao sexo masculino.

Agora, depois de queimar sutiãs, brigar pela liberdade sexual, direito de voto, inserção no mercado de trabalho. A mulher moderna não está feliz?

Segundo o estudo realizado pelo economista Alan Krueger, da Universidade de Princeton, enquanto as mulheres aumentaram as suas atividades desde os anos 60 para cá, os homens responderam que trabalham menos e relaxam mais.

Isso lembra a enquete que fizemos no Delas em homenagem ao Dia da Mulher. Na hora de responder sobre o maior desafio da mulher contemporânea, a grande vontade delas é voltar a ser feminina.

Autor: admin - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

3 comentários para “A mulher de hoje trabalha e vota, mas ela é feliz?”

  1. Lina disse:

    A mulher moderna não só pode, como deve estar feliz. não há motivo algum para que não esteja. somos competentes, poderosas, lindas e maravilhosas e temos o poder de decidir tudo nesse mundo. quem mais pode, além de nós, mulheres, decidir se alguém nasce ou não? isso é poder, isso é felicidade.

  2. Graça disse:

    Infelizmente o que acontece é que mesmo tendo lutado pra conseguir mesmos direitos,não conseguimos os mesmos deveres.Os nossos deveres continuam sendo muito maiores do que os homens.E eu nunca ouvi nenhum homem dizer que tem que sair correndo do trabalho pra ir pra casa ficar com o filho por que aquele horário é sagrado.Só ouço isso quando se trata do futebol.Eu só acho que se algum dia isso acontecesse,o mundo seria muito melhor.Mas a mulher tem uma força tão grande e não se dá conta disso.Afinal,criamos nossos filhos sozinhas,somos boas profissionais,cuidamos de tudo e de nós.E quando ficamos doentes ningúem cuida de nós.Pode até ser que aquela ameliazinha de antigamente pudesse ser mais feliz,mas eu tenho muito orgulho de ser uma mulher moderna.

  3. helleyn disse:

    tudo o que vcs mulheres falam é muita mentira……

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo