Whitney Museum Downtown: compromisso com uma arquitetura inovadora | Clarissa Schneider

Publicidade

quinta-feira, 4 de novembro de 2010 Catálogos, Curadoria, Design, Projetos, Sem categoria, arquitetura, arte, clarissa arquitetura design, exposições, fotografia, iluminação, museus, tendências, urbanismo | 09:13

Whitney Museum Downtown: compromisso com uma arquitetura inovadora

Compartilhe: Twitter

Os arquitetos novaiorquinos Axis Mundi redesenham o Whitney Downtown Museum com uma proposta provocativa e ousada, no mesmo espírito do prédio assinado por Breuer, na Madison Avenue. Com uma presença escultórica importante, o novo museu é uma extensão conceitual do compromisso do Whitney com uma arquitetura inovadora, por meio de materiais diversos e forma brutalista. Uma superestrutura contém as escadas e elevadores e uma malha estrutural permite que as galerias flutuem livremente, assim como as pontes suspensas, permitindo que a luz natural inunde o prédio de forma inesperada e dramática, aumentando a percepção do visitante para a arte. Como diz o diretor da Axis Mundi, John Beckmann, “imaginamos um museu contemporâneo como um espaço dinâmico, para ser menos um container e mais um condutor”. Visite o site do escritório e conheça outros projetos.

Autor: Clarissa Schneider Tags: , ,

6 comentários | Comentar

  1. 6 Maugham Zaze 05/11/2010 10:11

    Já que é para comntar o projeto em si, vamos lá. Uma clara inspiração na estrutura do Ninho do Passáro de Pequim. Completamente de acordo com o Rodrigo sobre o aspecto egocentrico do autor. O tempo irá com certeza depurar o trabalho e assim como o deconstrutivismo, o brutalismo serão expurgados, não por que eu queira, mas é senso comum, pois a esmagadora maioria não compreende, então não assimila. Saudações

    Responder
  2. 5 Maugham Zaze 05/11/2010 10:01

    Deacordo com o Ricardo. Tempos atrás, fui contratado para projetar uma industria. Resultou num caixotão simples, foi quando o proprietário perguntou se não era possível fazer como aquelas industrias “lá de fora”, prontamente lhe respondi que sim. Quanto custa umas tres ou quatro vezes seu orçamento. Ah… então deixa como está. O Brasil tem excelentes arquitetos, bons arquitetos, capazes dos melhores projetos, já não se pode dizer o mesmo dos clientes brasileiros que ainda não aprenderam a fazer uso dos serviços destes profissionais. Saudações

    Responder
  3. 4 rodrigo fattori 04/11/2010 19:07

    honestamente…achei o projeto, como diria Galvão Bueno, “terrrrrrrrrrívelllll”!!!
    um amontoado de formas gratuitas atendendo somente ao viés escultórico do arquiteto, seja este qual for. nada de harmonia, senso de beleza, simplicidade, proporção. Ou seja, não é nada além de uma arquitetura egocêntrica, exemplo típico do que está se transformando a linguagem contemporênea: a vitória da expressão individual sobre o belo senso coletivo. Que fique por NY, então…

    Responder
  4. 3 Renato Alves 04/11/2010 18:53

    O que significa “luz inundar o prédio de forma inesperada e dramática”? Quanta afetação…

    Responder
  5. 2 Ricardo 04/11/2010 15:51

    Não falta ousadia… falta clientes com mais que 2 neurônios para que encomendem projetos ousados, e mais que só ousados, funcionais, pois atualmente, o que temos como padrão é o famoso: Olha esse projeto dessa revista americana ou europeia… quero igual, mas diferente….
    Não é frase somente de emergente contruindo um trambolho de 90 quartos, mas é a frase que mais se escuta quando um cliente vai a um escritório de arquitetura encomendar o projeto do seu edificio ou loja comercial .
    Não adianta ficar com esse terceiromundismo de dizer: “Lá fora é melhor!”
    Olhe a carreira de Niemeyer, Ohtake, e muitos outros igualmente conhecidos e admirados, no Brasil e no mundo!
    Cabe ao brasileiro perder esse complexo duplo, o de copiador e o de chorão, ambos nunca trouxeram nada além de desrespeito e incompetência ao país.
    Passe a estudar, conhecer, descobrir, ande por sua cidade, olhe melhor…. vai descobrir muita coisa aqui muito melhor que as de lá.

    Responder
  6. 1 Jardel 04/11/2010 15:12

    Por isso que eu digo, falta ousadia na arquitetura do Brasil… Fazemos somente caixotes, com e sem vidro…

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios