Angry Birds: águia-mestre da Rovio comenta passado, presente e futuro da série | Arena Turbo

Publicidade

terça-feira, 1 de março de 2011 Feiras, GDC | 12:25

Angry Birds: águia-mestre da Rovio comenta passado, presente e futuro da série

Compartilhe: Twitter

por Pedro Giglio, enviado especial a San Francisco

Foi-se o tempo em que os joguinhos para celular se resumiam àquele da cobrinha e clones de Tetris. Peter Vesterbacka, o “Mighty Eagle” da Rovio, que o diga: o chefão de marketing da empresa que lançou o onipresente Angry Birds, vestido com um moletom vermelho com a cara do passarinho feroz, veio comentar o ano incrível da marca em uma disputadíssima sessão durante a GDC 2011 – sério, foi a maior fila até agora.

Não é surpresa. Mesmo que a Rovio não seja uma empresa nova no pedaço (começou em 2003, e fez 51 jogos antes de Angry Birds – incluindo aí versões mobile de marcas alheias, como Need For Speed), é difícil esbarrar em alguém que não conheça o jogo. Ou pelo menos as aves ranzinzas e aqueles porcos zombeteiros…

A maçã foi só o começo

Depois do sucesso que Angry Birds teve no iPhone, a impressão é de que era só isto que faltava à produtora: um jogo que cativasse o público. A empresa então decidiu expandir para outros sistemas.

Para ganhar terreno em sua terra natal – a Finlândia – uma versão foi feita para o Nokia N900. Na hora de lançar para Android, a dificuldade em vendê-lo para outras regiões os levaram a disponibilizá-lo de graça com anúncios embutidos.

Peter Vesterbacka, o "Mighty Eagle" da Rovio

Peter Vesterbacka, o "Mighty Eagle" da Rovio, explica o trajeto de Angry Birds

Ouvindo os jogadores

Outro elemento que atesta ao valor que a produtora dá à comunidade de fãs está nas constantes atualizações grátis de conteúdo para um jogo que é vendido, no máximo, a US$ 0,99 nos smartphones.

O temático Angry Birds Seasons – que começou com o tema de Halloween, já teve Natal e Dia dos Namorados – receberá uma nova leva de fases baseadas no feriado de St. Patrick, santo padroeiro da Irlanda.

O lançamento do Mighty Eagle – o personagem, não o executivo – como uma maneira de se resolver fases muito difíceis também veio de ouvir a resposta dos fãs. Por mais US$ 0,99, os jogadores podem ativar este personagem que, quando atraído por uma lata de sardinha arremessada pelo jogador, chega esmagando todos os inimigos de uma fase.

Peter diz que pelo menos 40% dos jogadores compraram, mas que “o ideal é que chegue a 50%”.

Agora, um momento no qual bateu emoção: a mãe de Ethan, um fã do jogo de 5 anos de idade, enviou um desenho de uma fase desenhada pelo seu filho. Um dos funcionários perguntou: “por que não transformamos isto em uma fase?”.

Bingo: se você vir uma fase onde dá para ver o nome “Ethan” em bloquinhos no céu ao dar um zoom para longe, é ela!

“Acho que isto o transforma no mais jovem designer de fases no mundo”, brincou Peter, que aproveita o ensejo e afirma que o jogo já tem mais de 240 fases.

Laços estreitos com a Fox

Quando perguntado quantos dólares a Rovio investiu no marketing do jogo, Peter foi categórico: “nada, quem pagou foram nossos amigos da Fox“. É isso aí: a gigante do entretenimento está cada vez mais amiguinha deles – a ponto de bancar um comercial de TV durante o Super Bowl.

Sabe o que é investir US$ 3 milhões para 30 segundos de exibição? Eles também – mas a audiência é mais do que garantida.

Uma curiosidade quanto a este comercial é que revelava, em alguns quadros na animação, a maneira de destravar um dos ovos escondidos do jogo – na verdade, em formato de bola de futebol americano. Só os mais atentos sacaram!

Mas Peter confirma que mesmo com muito segredo, alguns hackers descobriram antes como consegui-lo… e nem por isso revelaram, tanto por respeito à produtora quanto para manter o desafio no ar.

Naturalmente, se trata da produção de Angry Birds Rio, versão do jogo baseada no longa de animação da Dreamworks. A ideia de ser um filme sobre pássaros soou boa para a Rovio, que viu o filme de antemão em Helsinki. O jogo chegará à App Store em 22 de março; a primeira aventura dos passarinhos bravos fora de sua ilha também custará US$ 0,99.

Momento “saia justa”

Durante a sessão de perguntas e respostas, houve um momento que tinha de tudo para ser embaraçoso, mas não foi. Um dos visistantes perguntou qual a solução de física que o jogo utilizava. “Box2D”, respondeu prontamente o executivo da Rovio. “E quando vocês colocarão isto nos créditos?… É que eu sou um dos autores”.

Além de uma resposta positiva quanto a botar crédito onde é devido, a verdadeira resposta veio em forma de aplausos por parte de Peter – e do resto da plateia. Ele disse que faria isso e que conversariam depois. Mas como não se perde uma boa piada, Peter pediu para que os próximos participantes da sessão de perguntas se identificassem antes.

E o futuro?

Agora que a marca foi popularizada de vez, o jeito é continuar investindo em material para seus fãs. Já temos camisetas, casacos, bonequinhos de pelúcia – alguns foram arremessados por Peter no final da palestra – e se o que estava na mesa dele se concretizar, algo que é bem representativo da fama e lucro da empresa: um cofrinho em formato de porco.

Um doce para quem adivinhar a cor do porquinho. Pensando bem, não é muito difícil.

Autor: Pedro Giglio Tags: , , , , , , , , ,

2 comentários | Comentar

  1. 2 Marcela 29/03/2011 17:59

    Olá,

    Não acredito que todos os aplicativos bons não consigo usar.
    AppStore Brasil é muito ruim!

    Será que não nenhum jeito de usar outras appstores?

    Responder
  2. 1 Carlos 02/03/2011 16:48

    Até hoje não consigo entender o fato do Angry Birds e vários aplicativos não estarem disponíveis na AppStore Brasil. Realmente queria pagar 0,99 dolar pelo Angry Birds e Fruit Ninja, mas me vejo obrigado a fazer o jailbreak para conseguir usufruir de tudo que o iphone foi feito para.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios